Seminário promovido pelo PTB-RS é prestigiado pelo governador Tarso

PTB Notícias 14/04/2014, 17:43


Pré-candidatos do PTB do Rio Grande do Sul, de várias regiões do Estado, estiveram reunidos no Hotel Continental, em Porto Alegre, nesse final de semana, participando de seminário de preparação às eleições deste ano.

O evento foi promovido exclusivamente para esse fim pelo diretório estadual da sigla.

Deputados, líderes partidários e representantes dos movimentos PTB Mulher e Juventude do PTB estiveram presentes atestando a importância da atividade para dar início ao trabalho de qualificação e suporte que a legenda dará àqueles que concorrerão em outubro.

O presidente estadual do PTB, deputado federal Luiz Carlos Busato, foi enfático ao dizer que a meta do partido é conquistar sete ou oito cadeiras no parlamento gaúcho.

“Há expectativa de 700 mil votos na legenda”, disse.

Tarso GenroO governador Tarso Genro (PT) prestigiou o seminário, na etapa de sábado (12/4/2014), quando foi recebido por líderes trabalhistas – presidente Luiz Carlos Busato, deputados estaduais Luis Augusto Lara, Ronaldo Santini (líder partidário), Aloísio Classmann (líder da bancada), José Sperotto, o ex-deputado estadual Jurandir Maciel, o ex-deputado federal Ronaldo Nogueira, e o presidente do PTB Metropolitano, Maurício Dziedricki.

Tarso disse que seu partido, PT, está construindo no Rio Grande do Sul uma nova visão de alianças políticas que o Brasil tanto precisa.

Lembrando que a política de alianças no país tem dificuldades por estar presa também à falta de afinidade ideológica, o governador afirmou que no Estado, o PT está criando uma contratendência, porque em nenhum momento a aliança deixou de ser programática.

Enaltecendo a importância do PTB, definido por ele como forte e responsável, Tarso assumiu que ali estava para convidar o partido para continuar junto com ele na jornada.

“Precisamos de um partido que revigore a visão doutrinária que vem do velho trabalhismo”, falou ele, citando João Goulart, Leonel Brizola e grandes lideranças que o Estado ofereceu para o Brasil.

Afirmando, ainda, que o PT é um partido novo e que tem sua tradição ancorada na classe trabalhadora e nos movimentos sociais, especialmente em São Paulo, Tarso também falou que entre os gaúchos a tradição política é o trabalhismo.

“Não podemos prescindir do trabalhismo para construir um novo governo, e é isso que representa nossa aliança com o PTB, uma aliança estrutural que pense daqui 15, 20 anos, para que tenhamos um novo Rio Grande do ponto de vista econômico e social.

“No final de seu pronunciamento, o governador revelou que 90% do Partido dos Trabalhadores reconhece a importância histórica que tem essa aliança entre PT e PTB no Rio Grande do Sul.

“Queremos que o PTB continue governando conosco.

“Da abertura do eventoOs trabalhos, na primeira parte do seminário, foram conduzidos pelo presidente estadual do PTB, Luiz Carlos Busato.

Elesaudou os pré-candidatos dizendo “vocês serão nossos soldados, na batalha de outubro, não haverá perdedores, porque chegando ou não à Assembleia ou à Câmara [dos Deputados], sempre ficará a herança positiva do processo”.

Busato referiu Sérgio Zambiasi, ex-senador do PTB, pedindo aplausos ao presidente de honra do partido no Estado.

“A ele devemos o PTB forte que temos no RS.

“O evento proporcionou análise do cenário político estadual, mostrou aspectos das eleições proporcionais e majoritária, e debateu algumas estratégias de campanhas anteriores – sendo as redes sociais o principal foco, além de outros meios de comunicação digital que a internet propicia.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações do PTB-RSFotos: Claudia Jobim