Senado atesta que comparecimento de Collor às sessões foi de quase 90%

PTB Notícias 31/01/2011, 18:28


Ao contrário do que alguns órgãos de imprensa informaram nos últimos dias, o senador Fernando Collor (PTB-AL) não foi dos que mais faltaram às sessões do Senado Federal.

De acordo com levantamento feito pela Secretaria Geral da Mesa do Senado, o índice de comparecimento do senador Fernando Collor foi de mais de 88% das reuniões da Casa, mesmo no ano passado,quando disputou o Governo do Estado de Alagoas.

A matéria do site Congresso em Foco afirmando que Collor era o segundo mais faltoso deturpa a realidade dos fatos ao induzir o leitor a considerar ausências como faltas.

Ausência por licença constitucionalmente prevista não pode ser nivelada à simples falta injustificada.

No período 2007/2010, o senador Fernando Collor tirou duas licenças não remuneradas (ambas de mais de 120 dias cada, inclusive com convocação de suplência) para tratar de assuntos de interesse particular.

De acordo com a Secretaria-Geral da Mesa, o senador faltou apenas a 34 das 300 sessões deliberativas que ocorreram ao logo dos quatro anos.

Todas justificadas perante à Casa e motivadas por reuniões políticas, atividades partidárias, viagens, entre outras.

Além de comparecer às sessões, Collor ainda se destacou nos dois últimos anos como presidente da Comissão de Infrastrutura do Senado Federal, onde realizava, em média, duas sessões por semana, que não ocorre em relação às demais comissões temáticas do Senado Federal.

Por fim, é importante observar que o mero registro de presença no painel do plenário não pode, não deve e nem merece ser a única fonte de critério para qualificar ou mesmo quantificar a atividade parlamentar.

Em plenário, o mais relevante são as votações nominais.

São elas, principalmente, que traduzem e revelam, de fato, a presença do parlamentar na Casa e das quais o senador Fernando Collor participou em sua maioria.

Além disso, não se deve alijar desse tipo de análise as frequências e os trabalhos desenvolvidos pelos senadores nas comissões permanentes, instâncias onde realmente acontecem as principais atividades legislativas.

fonte: site Gazeta Web