Senador Armando Monteiro cobra, em plenário, mais estímulo à inovação

PTB Notícias 13/06/2013, 14:52


O senador Armando Monteiro (PTB-PE) cobrou em plenário na quarta-feira (12/6/2013) mais estímulo à inovação, considerando que esse será um fator determinante para o desenvolvimento do país e de sua inserção no comércio internacional.

Para o parlamentar, os avanços recentes do Brasil em inovação ainda são pouco significativos, e resta um “longo caminho a trilhar”.

“Especialmente na área industrial, os ganhos de produtividade no futuro dependerão fundamentalmente da capacidade de inovar crescentemente.

A economia brasileira está desafiada a inovar, a incorporar o conhecimento, a buscar a inovação, inovar processos e inovar produtos”, afirmou.

Armando Monteiro citou estudo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) que aponta que, desde o fim da década de 1990, mais de metade da riqueza mundial é gerada pelo conhecimento, o que acirrou a competição internacional e elevou a inovação ao centro da agenda da política industrial dos países mais desenvolvidos.

Ele chamou a atenção para o forte investimento da China em pesquisa e desenvolvimento, o que, em sua avaliação, aponta uma mudança substancial na estratégia competitiva daquele país.

O senador defendeu, entre outras medidas, a expansão de institutos tecnológicos alinhados com as demandas das empresas.

Ele apontou que, no Brasil, os gastos públicos e privados em inovação ainda são baixos em comparação com outros países e a formação de engenheiros mantém-se inferior ao necessário.

“A era do conhecimento e o posicionamento das principais economias nessa área nos impõem uma decisão: a política de inovação, com seu caráter estratégico, tem que ser considerada e elevada a um patamar de política de estado, com o intuito de garantir maior institucionalidade e permanência”, concluiu.

Agência Trabalhista de Notícias (NM), com informações da Agência SenadoFoto: Moreira Mariz/Agência Senado