Senador Elmano Férrer: “É injusto União ficar com 65% da arrecadação”

PTB Notícias 14/03/2015, 9:14


O senador Elmano Ferrer (PTB-PI) criticou na última quinta-feira, 12/03/15, o atual modelo de pacto federativo que deixa praticamente 65% da arrecadação de impostos do país com a União.

De acordo com o senador, os estados e principalmente os municípios estão enfrentado dificuldades por conta dos baixos repasses às prefeituras.

“70% da população piauiense mora na zona urbana, onde são necessários investimentos pesados e cada vez mais os municípios sofrem com a baixa arrecadação.

Além disso, a União arrecada, compra uma ambulância, constrói uma unidade de saúde, entrega veículos e a partir disso a manutenção fica por conta das prefeituras”, reclamou o senador.

A má distribuição das receitas deve ser o ponto principal a ser debatido nas reformas estruturantes pela qual o país deve passar, revelou o senador piauiense.

“Hoje nós precisamos mudar as regras que dizem respeito aos royalties do petróleo, os que vão vir do pré-sal, além dos prefeitos, os governadores estão com dificuldades”, garantiu Ferrer, acrescentando que os municípios são a base da Federação.

Segurança Elmano Ferrer explicou que um ponto que precisa ter uma mudança na postura em relação ao Governo Federal é o combate à criminalidade.

Ele condenou a atuação da polícia nas fronteiras, que segundo ele, tem continuado a servir como local para entrada de drogas e armas no país.

“É preciso investir em segurança, e hoje os estados já demonstraram que sozinhos não possuem condições.

Em uma conversa, disse a presidente Dilma disse sobre a necessidade do Governo Federal enfrentar de frente a criminalidade”, garantiu o senador.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do portal O Dia Foto: Divulgação/Assessoria