Senador Fernando Collor é agraciado com comenda em Alagoas

PTB Notícias 26/03/2011, 0:45


O senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL) recebeu, em solenidade realizada na noite desta sexta-feira (25/03), a maior honraria do município de Piranhas, no Alto Sertão alagoano e distante 262 quilômetros de Maceió.

A entrega da Comenda Cacilda Damasceno Freitas foi provada por unanimidade pela Câmara de Vereadores e proposta pela atual prefeita, Mellina Freitas.

O evento, realizado no Centro Cultural Miguel Arcanjo de Medeiros, contou com a presença de diversas autoridades, entre secretários municipais, deputados estaduais e prefeitos da região sertaneja, além do desembargador Washington Luiz, representando o Tribunal de Justiça de Alagoas.

Na oportunidade, o senador falou à Gazetaweb sobre a satisfação em ter sido escolhido para receber a comenda, entregue somente a duas personalidades – que efetivamente contribuíram para com o engrandecimento da cidade de Piranhas – a cada ano.

“Estou muito feliz em retornar ao Sertão alagoano, desta vez para receber esta tão importante comenda.

Sinto-me extremamente envaidecido por esta homenagem que me faz recordar os bons momentos vividos com a saudosa Cacilda Damasceno.

A prefeita, propositora da iniciativa, até me foi um pouco generosa demais ao se reportar a minha pessoa como o maior benfeitor da cidade de Piranhas, devido á instalação da hidrelétrica de Xingó à época em que fui presidente”, comentou o senador, lembrando ainda ter conseguido recursos para a revitalização do centro histórico daquela cidade.

“A cidade está impecável, muito bela.

Não se vê uma ponta de cigarro no chão”, complementou, em elogio à administração da jovem prefeita Mellina Freitas.

Já o ex-prefeito de Piranhas e deputado estadual Inácio Loiola (PSDB) disse que a honraria ao senador Collor se justifica pelo fato de o também ex-governador de Alagoas ter realizado a obra mais importante do município sertanejo, “quando o país volta a vivenciar a possibilidade de um colapso energético”.

“Esta é uma forma de nós externarmos o carinho do povo piranhense pelo senador.

Afinal, a hidrelétrica de Xingó ainda é a obra mais importante dos últimos trinta anos, tendo sido o último grande investimento nacional feito no sistema de fornecimento de energia elétrica”, reforçou.

“O senador Fernando Collor foi agraciado pelos relevantes serviços que prestou a Piranhas.

É uma verdadeira declaração de consideração e agradecimento aos inúmeros feitos do senador”, relatou a prefeita, para quem a hidrelétrica foi um marco para a cidade de Piranhas, não apenas no quesito econômico, como também no social e geográfico.

“Uma comenda tão nobre precisava receber o nome de Cacilda Freitas, que representa o sentimento ufanista do povo piranhense”, complementou.

Convidados lotaram auditório do centro culturalO senador Fernando Collor – que parabenizou a apresentação da filarmônica Mestre Elísio, que, sob a regência do maestro Cícero Campos, mantém, já há 20 anos, a tradição musical do município – falou para um auditório lotado sobre a amizade que construíra com a família Damasceno Freitas, depois de acompanhar atentamente a exibição de um vídeo que relatou a história de vida de quem dá nome a mais importante comenda da cidade, destacando o empenho da ex-tabeliã e escrivã no que diz respeito à melhoria da qualidade de vida de seu povo, sempre a lutar pelo engrandecimento dos movimentos artísticos e culturais de sua cidade.

Com a palavra, o senador Fernando Collor lembrou a forma com a qual Cacilda sempre externava sua preocupação para com os mais necessitados.

“Lembro-me bem quando assumi a Prefeitura de Maceió, tendo recebido a carinhosa visita de Dona Cacilda, com quem discuti projeto de recuperação da memória cultural da capital alagoana, fomentando nas escolas públicas o manuseio de instrumentos musicais, sempre a buscar apoio aos movimentos artísticos”, recordou o senador, já tendo sido agraciado inúmeras vezes, inclusive internacionalmente, quando presidente da República.

“O tempo passou e nos irmanamos também pelo fato de ela ter sido muito católica, mais um ponto de contato que nos unia.

Muito me orgulho a amizade que com ela construí.

Por meio dela também pude colaborar para com o desenvolvimento de Piranhas e de demais municípios da região”, emendou o senador e presidente da Comissão de Relações Exteriores.

Fernando Collor recordou ainda quando fora incentivado por ela durante a campanha ao Governo do Estado.

“Eu era deputado federal quando ela me disse que um dia eu seria governador de Alagoas.

Eu disse que eu teria de enfrentar bons candidatos, mas dona Cacilda me falou: “Tenho fé de que você chegará lá””, lembrou o senador Collor, quando, a partir de então (1986), passou a manter laços ainda mais estreitos com Cacilda Freitas.

Fernando Collor externou satisfação com a qual retornara ao sertão alagoano”Tempos depois, ela me confidenciou que queria ver um de seus filhos prefeito de Piranhas, o que também veio a se concretizar.

Veio a candidatura presidencial, o que me fora algo inesperado.

Encontrei-me com ela em Santana do Ipanema [sertão alagoano] e lhe perguntei se valeria à pena eu seguir em frente com missão tão árdua.

Foi quando ela me respondeu que “a luta reforça o espírito daqueles que se lançam ao combate””, afirmou o senador, ainda em discurso aos presentes – que também acompanharam a solenidade do lado de fora do centro cultural por meio de um telão –, lembrando ainda que Cacilda Freitas fora uma das maiores entusiastas da hidrelétrica hoje sediada em Piranhas.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal Gazeta Web