Senador Gim Argello apela a juiz para ser inocentado de acusação

PTB Notícias 25/09/2007, 8:57


Na tentativa de se livrar de mais uma acusação, o senador Gim Argello, do PTB do Distrito Federal, esteve nesta segunda-feira (24/9) no gabinete do juiz da 1ª Vara Criminal de Brasília, Roberval Belinati, para pedir uma espécie de nada consta no que se refere às denúncias de que estaria envolvido nas fraudes da Operação Aquarela, desencadeada em junho pela Polícia Civil.

O esquema de desvio de dinheiro do Banco de Brasília pode ter gerado um prejuízo de R$50 milhões aos cofres públicos.

Gim alega que pediu a certidão para mostrar que não tem qualquer participação nas irregularidades.

O advogado dele e ex-presidente do Supremo Tribunal Federal – Maurício Corrêa, diz que não há nenhuma prova do envolvimento de Gim.

O pedido do senador petebista foi encaminhado pelo magistrado à Polícia Civil e ao Ministério Público, que ainda devem analisar 40% dos documentos, escutas telefônicas gravadas com autorização judicial e computadores aprendidos durante a operação.

Esse material deverá mostrar se houve participação de Gim Argello no caso.

Em agosto, Gim Argello conseguiu uma vitória.

Pelo voto de desempate do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), a representação protocolada pelo PSol contra ele por quebra de decoro parlamentar foi arquivada pela Mesa Diretora.

Os senadores acataram o parecer da Advocacia-Geral de que senadores não podem responder por quebra de decoro nos casos em que os crimes foram cometidos antes do mandato.

Gim era acusado de desvio de dinheiro, enriquecimento ilícito, grilagem de terras, entre outros.

fonte: Jornal do Brasil