Senador João Vicente Claudino defende incentivos à inovação tecnológica

PTB Notícias 27/04/2011, 7:56


Em pronunciamento nesta terça-feira (26/04/2011) no Plenário, o senador João Vicente Claudino (PTB-PI) mostrou preocupação com o corte de R$ 1,7 bilhão no orçamento do Ministério de Ciência e Tecnologia.

Segundo o senador, representantes do setor alegam que os cortes são um sinal da falta de atenção com a política de inovação no Brasil.

Claudino disse que a inovação tecnológica é uma ferramenta para o desenvolvimento econômico e comparou o número de registro de patentes no Brasil e na China.

– Entre 2005 e 2009, o Brasil requereu o registro de 16.

878 patentes.

No mesmo período a China requereu mais de 300 mil patentes, quer dizer, quase 20 vezes mais que o Brasil – disse o senador, acrescentando que a intenção da China é requerer, até 2015, um milhão de patentes.

Para o senador, é preciso estabelecer um novo marco regulatório que incentive, de forma efetiva, a inovação tecnológica no Brasil.

Claudino defendeu a comunicação entre universidades e institutos de pesquisa e as empresas, especialmente a indústria de transformação, e defendeu um posicionamento do Brasil em prol dos investimentos no desenvolvimento de tecnologia.

– Todos os países que se destacam mundialmente pelos altos índices de inovação e produção tecnológica fizeram grandes investimentos em educação, ciência e tecnologia, e esses investimentos tiveram reflexo positivo na economia desses países.

Esse é o caminho que o país tem que seguir.

Restos a pagarO senador também fez um apelo pela prorrogação do prazo para o pagamento dos restos a pagar, que incluem emendas parlamentares de 2007, 2008 e 2009.

O prazo, fixado por decreto presidencial, termina no dia 30 de abril.

Em audiência pública realizada nesta terça-feira pela Comissão Mista de Orçamento, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, disse que a decisão caberia à presidente Dilma Rousseff.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações da Agência Senado