Senador Mozarildo Cavalcanti analisa discurso da Presidenta Dilma Rousseff

PTB Notícias 4/02/2011, 12:10


Em discurso na última quinta-feira (3/02/2011), o senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) analisou pormenorizadamente o discurso feito pela presidente da República, Dilma Rousseff, na abertura dos trabalhos do Congresso Nacional.

Para o senador, os principais temas presentes na fala da presidente refletem anseios e sentimentos de todo o povo brasileiro, a começar pela erradicação da pobreza extrema no território nacional.

– Eu acho que não há nenhum brasileiro ou brasileira que discorde desse objetivo.

E ela disse muito bem quando chamou não só o Congresso Nacional, mas todas as forças vivas da nação para uma grande parceria na consecução desses objetivos.

– disse.

Mozarildo citou ainda diversas outras passagens do discurso da presidente, como controle inflacionário, rigor nos gastos públicos, combate à corrupção, manutenção da estabilidade econômica, política de longo prazo de valorização do salário mínimo e ações integradas nas áreas de saúde, educação e segurança pública.

O senador também classificou de extremamente necessários os pontos do discurso de Dilma Rousseff sobre a valorização da diversidade cultural brasileira, a implantação de um sistema nacional de prevenção e alerta de desastres naturais, investimentos maciços em obras de infraestrutura e crescimento industrial e agropecuário em sintonia com a preservação ambiental.

O parlamentar acrescentou que as reformas política e tributária, também anunciadas pela presidente, precisam ser realizadas o mais rápido possível, para evitar a desmobilização dos congressistas com as eleições municipais de 2012, por exemplo.

Ele também chamou atenção para a necessidade de discussões mais aprofundadas sobre a exploração de petróleo na camada pré-sal e a destinação dos recursos daí resultantes.

Em apartes, os senadores Wellington Dias (PT-PI) e Marinor Brito (PSOL-PA) elogiaram o pronunciamento do colega.

Wellington Dias concordou com Mozarildo sobre a urgência de o Congresso debruçar-se sobre uma reforma política profunda e de qualidade.

Marinor acrescentou que a reforma política “já está com prazo de validade encerrado”.

Mozarildo aproveitou para dar as boas-vindas a todos os senadores e senadoras recém-empossados e citou em especial a sua conterrânea Ângela Portela (PT-RR).

Ele lembrou que o partido de Ângela Portela e o seu foram aliados na última campanha eleitoral, juntamente outros partidos.

Agência Trabalhista de Notícias (PB), com informações da Agência Senado