Senador Mozarildo Cavalcanti apoia famílias tiradas de reserva

PTB Notícias 7/08/2014, 15:17


Nove anos depois da demarcação da Reserva Indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima, as pessoas expulsas da região vivem no Projeto de Assentamento Nova Amazônia sem qualquer tipo de assistência do governo federal, denunciou, em pronunciamento em plenário, na terça-feira (5/8/2014), o senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR).

Segundo ele, as famílias dessas pessoas chegaram à região onde hoje está demarcada a reserva há quatro gerações.

À época, produziam cerca de 25% do produto interno bruto de Roraima, com o cultivo de milho, soja e arroz.

Agora, muitas delas encontram dificuldade para exercer alguma atividade que lhes renda dinheiro para a subsistência, disse o senador, ao lembrar que outras tantas que não estão no assentamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) vivem na periferia de Boa Vista (RR).

E o que é pior, acrescentou Mozarildo, é que também os índios que ficaram na reserva sofrem com o descaso do governo federal.

O senador ainda lamentou a entrega, aos moradores do assentamento, de casas inacabadas do programa Minha Casa, Minha Vida.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações do Jornal do SenadoFoto: Marcos Oliveira/Agência Senado