Senador Mozarildo Cavalcanti comenta projeto que beneficia aposentados

PTB Notícias 29/09/2011, 14:09


O projeto, do senador Marcelo Crivella, do PRB do Rio de Janeiro, determina que as farmácias passem a vender remédios a preço de custo para aposentados pelo Regime Geral da Previdência Social.

A diferença entre o preço de custo e o de mercado seria lançada como despesa operacional da empresa, que receberia a compensação com base na redução de impostos.

A venda só poderá ser feita a clientes que comprovem ser portadores de doença crônica grave, usuários contínuos de medicamentos, e que além disso, dependam dos serviços do Sistema Único de Saúde.

O senador Mozarildo Cavalcanti, do PTB de Roraima, disse que a medida aumentaria o acesso da população a medicamentos que hoje absorvem grande parte dos rendimentos dos aposentados.

“Eu como médico sei o quanto custa medicamento de uso contínuo, como para pressão, diabetes, colesterol entre outras doença.

Eu diria talvez que seja o maior gasto do orçamento familiar de muitas famílias.

Não vejo nenhuma dificuldade na aprovação porque não há prejuízo para o erário público, ao contrário, vai ao encontro do que norteia a própria presidente Dilma que é ter um Brasil sem miséria e o aposentado hoje vive numa miséria por conta de receber pouco e ter que gastar muito, principalmente com medicamento”, afirmou o petebista.

Agência Trabalhista de Notícias (PB), com informações da Rádio SenadoFoto: Geraldo Magela