Senador Mozarildo Cavalcanti destaca redução na mortalidade materna

PTB Notícias 29/05/2012, 16:02


Em discurso no plenário nesta terça-feira (29/05/2012), o senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) elogiou a queda de 21% no número de mortalidade materna no Brasil em 2011, em relação ao ano de 2010.

Conforme dados do Ministério da Saúde, entre janeiro e setembro de 2011, as mortes decorrentes por complicações na gravidez e no parto totalizaram 1.

038, contra 1.

317 no mesmo período do ano anterior.

Segundo o senador, o número merece comemoração.

No entanto, Mozarildo fez a ressalva de que os números tratam apenas dos casos em que há notificação oficial.

Ele citou matéria do jornal Correio Braziliense da última sexta-feira (25), para mostrar que há muitos casos de falta de notificação no interior do país, com mortes sem atestado de óbito, principalmente entre indígenas e ribeirinhos da Amazônia.

O jornal também mostra que, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), os números registrados colocam o Brasil no mesmo patamar de países da África.

O senador também disse que “acredita muito” no ministro da Saúde, Alexandre Padilha, definido por ele como “médico sério e competente”.

De acordo com o senador, o próprio ministro disse ser necessário “trabalhar muito” para que o Brasil obtenha números melhores.

Na visão de Mozarildo, o país precisa dar mais atenção às questões da saúde.

Ele disse que faltam médicos em grande parte das cidades do interior e na periferia dos grandes centros.

O senador ainda sugeriu uma ação conjunta do Ministério da Saúde, com governos estaduais e prefeituras para trabalhar com a saúde das mulheres e das crianças.

“Se dermos atenção à saúde da mulher e da criança, estaremos cuidando de 80% dos problemas de saúde do Brasil”, concluiu o petebista.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Agência SenadoFoto: Moreira Mariz/Agência Senado