Senador Mozarildo Cavalcanti lamenta corrupção no estado de Roraima

PTB Notícias 18/09/2013, 8:42


O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) lamentou, na terça-feira (17/9/2013), atos de corrupção atribuídos ao atual governador de Roraima, José de Anchieta Júnior.

Mozarildo leu trechos de uma reportagem publicada na revista Veja desta semana que revela que o governador do estado é suspeito de distribuir centenas de títulos fraudulentos de terras.

De acordo com a reportagem, a própria mansão que José de Anchieta possui a 30 km da capital Boa Vista seria um exemplo típico de crime de grilagem.

A propriedade, segundo a revista, tem 1,1 milhão de metros quadrados e custou apenas R$ 25 mil.

O recibo de compra e venda do local revela que a casa foi comprada por um rapaz de 19 anos que o Ministério Público acredita ser um “laranja” usado para despistar o fato de que alguém fraudou papéis para se tornar titular da terra pública.

“É um absurdo, um descaramento, um deboche com a população do nosso estado.

Ele faz de maneira – como se diz no popular – descarada, não procura sequer simular.

Tem um amigo na direção do Iteraima, esse amigo regulariza no nome de um funcionário do Iteraima que tinha 19 anos e esse laranja vende para a esposa do governador uma terra com 1 milhão de metros quadrados por apenas R$ 25 mil”, disse.

O senador afirmou que o estado de Roraima está sendo vítima de corrupção nas mais diversas áreas, como saúde, educação e segurança.

Mozarildo ainda destacou a prática de propaganda eleitoral antecipada pelo atual governador e lamentou que Anchieta já esteja no terceiro ano de seu mandato sem que haja sido julgado recurso contra a expedição do seu diploma.

“Para o corrupto, fica a convicção de que vale a pena ser corrupto, porque ele não é alcançado pela Justiça, e para o eleitor fica aquela sensação, portanto, de impunidade, e que não adianta ele se esforçar para escolher candidato”, criticou.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da Agência SenadoFoto: Marcos Oliveira/Agência Senado