Senador Mozarildo quer evitar politização no Conselho de Ética e nas CPIs

PTB Notícias 19/02/2008, 8:04


O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) quer alterar a composição do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar e das comissões parlamentares de inquérito, minimizando a influência dos grandes partidos nesses colegiados.

O Projeto de Resolução 35/07 – que, reclamou, tramita a “passos de tartaruga” – estabelece que cada líder partidário indicará um membro titular e outro suplente no Conselho de Ética, objetivando buscar “a neutralidade e a diminuição da politização daquele colegiado”.

Mozarildo informou que irá apresentar outro projeto alterando a composição das CPIs.

Ao atribuir a indicação ao líder, informou, ele quer a representação apenas de agremiações com mais de três senadores, que têm direito a uma liderança na Casa.

Mas cada partido teria apenas um representante, evitando o corporativismo.

Para Mozarildo, o modelo das CPIs não funciona porque conduz essas comissões a uma politização em excesso.

– Politiza a investigação e politiza o julgamento.

Não é cabível que o Conselho de Ética e as comissões de inquérito tenham composição com relação ao peso numérico dos partidos – afirmou, acrescentando que a questão dos cartões corporativos “é muito séria” e, por isso, precisa ser investigada.

fonte: Agência Senado