Senador roraimense Mozarildo Cavalcanti pede tratamento digno aos médicos

PTB Notícias 18/10/2011, 17:45


Em pronunciamento em homenagem aos médicos, nesta terça-feira (18/10/2011), o senador Mozarildo Cavalcanti, do PTB de Roraima, pediu a valorização da profissão, que considera desprestigiada diante das dificuldades, e lamentou que os médicos sejam as “grandes vítimas” do Sistema Único de Saúde (SUS) e dos planos de saúde privados.

O parlamentar, que atuou como médico em hospitais de Roraima, disse que foi através da medicina que entrou na política, para melhor atender as pessoas que sofrem.

“Saúde é um estado de bem-estar físico, psíquico e social.

Uma pessoa que está passando necessidade, que não tem dinheiro para comprar um alimento ou não tem uma moradia, não está sadia do ponto de vista social”, afirmou o senador petebista.

Mozarildo Cavalcanti disse que os médicos merecem tratamento digno, e protestou contra os aumentos dos planos de saúde sem correspondente reajuste dos honorários médicos.

Outro motivo de preocupação, assinalou, é a redução do entusiasmo dos jovens pela profissão médica.

“Hoje a profissão foi aviltada.

O médico trabalha em hospitais sucateados, com falta de equipamentos, com falta de material, recebendo um salário pequeno, tendo que ter às vezes dois ou três empregos e isso não é bom para o mais importante de todos, que é o paciente”, ressaltou ele.

O senador pediu aos governos das três esferas e aos donos de planos de saúde que não tratem a saúde como produto ou estatística.

Ele disse que o SUS deve ser aperfeiçoado, pois “sobra roubalheira e falta vergonha na cara” dos administradores, mas rejeitou a criação de novos impostos para financiamento da saúde.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Agência SenadoFoto: Agência Senado