Sérgio Moraes divulga modelo de creche adotado em Santa Cruz do Sul (RS)

PTB Notícias 20/11/2015, 16:49


Notícias divulgadas pela imprensa nesta semana dão conta que, na cidade de São Paulo, a espera das famílias para conseguir uma vaga para uma criança nas creches municipais chega até a 840 dias.

O deputado Sérgio Moraes (PTB-RS) destacou que, quando era prefeito de Santa Cruz do Sul (RS), criou o projeto Mãe Crecheira, depois transformado em Creches Comunitárias.

Moraes esteve à frente da prefeitura de 1997 a 2004 e afirma que, com o projeto, o custo de uma criança por mês na creche passou de R$ 450 para menos de R$ 200, em valores da época, que incluíam o pagamento das monitoras, da alimentação e do transporte, entre outros itens.

No projeto Mãe Crecheira, as creches instaladas nos bairros tinham como monitoras mulheres escolhidas pela associação de moradores, reunidos numa cooperativa.

As mulheres, moradoras do próprio bairro, depois eram treinadas pela universidade para cuidar das crianças.

A prefeitura comprava cerca de 300 vagas nas creches e pagava o valor para a cooperativa, que repassava os salários às monitoras e mantinha a instituição.

“Um diferencial é que as pessoas que atendiam às crianças eram conhecidas.

Então, sabiam como administrar as que chegavam, por exemplo, com algum problema na família, porque sabiam o que se passava na casa dessa criança.

Muito diferente de uma creche onde os funcionários são concursados, moram do outro lado da cidade ou, às vezes, até em outra cidade”, destacou Sérgio Moraes.

Outro ponto positivo, segundo o deputado, era a facilidade de substituição da funcionária que não estivesse prestando o serviço satisfatoriamente – o que não ocorre com servidores concursados.

“No caso das Creches Comunitárias, quem contratava e dispensava as mães como monitoras era a associação, sempre por meio de votação.

Existia um controle absoluto e as creches funcionavam de maneira econômica, um espetáculo.

Deu tão certo que comecei com uma creche e abri mais cinco”, disse.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da assessoria da Liderança do PTB na Câmara dos DeputadosFoto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados