Sérgio Zambiasi comemora no Senado consolidação da Unipampa

PTB Notícias 8/02/2008, 11:11


Ao discursar nesta quinta-feira (7), o senador Sérgio Zambiasi (PTB-RS) comemorou a consolidação da Fundação Universidade Federal do Pampa (Unipampa), cuja autonomia foi concretizada no final do ano passado com a aprovação, pelo Senado, do projeto de lei da Câmara ( (http://www.

senado.

gov.

br/sf/atividade/materia/detalhes.

asp?p_cod_mate=82801″ target=”_blank) PLC 84/07) que separou a Unipampa da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Zambiasi lembrou que a aprovação do projeto contou com o apoio das bancadas gaúchas tanto na Câmara quanto no Senado.

Recordou ainda que o senador Paulo Paim (PT-RS) relatou a matéria na (http://www.

senado.

gov.

br/sf/atividade/Comissoes/consComPerm.

asp?com=47″ target=”_blank) Comissão de Educação (CE) e o colega Pedro Simon (PMDB-RS) foi o relator na (http://www.

senado.

gov.

br/sf/atividade/Comissoes/consComPerm.

asp?com=34″ target=”_blank) Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

– Naquele histórico 18 de dezembro de 2007, estivemos todos aqui e contamos com a unânime aprovação desta Casa republicana, com manifestações de grande apoio à expansão do sistema público de educação superior no Brasil – afirmou Zambiasi ao lembrar da aprovação do projeto em votação simbólica no Plenário do Senado.

Com a publicação da lei, frisou o senador, a Unipampa passou a existir efetivamente como uma universidade pública federal, efetivando as garantias legais de “autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial para realizar de forma indissociável o ensino, a pesquisa e a extensão”.

Na opinião de Zambiasi, a Unipampa é fruto da “política de expansão e renovação das instituições federais de educação superior”.

O senador acrescentou que a universidade já conta com 30 cursos em funcionamento, com 2.

400 alunos e 170 mestres e doutores, além de 135 servidores técnico-administrativos.

Em breve, disse Zambiasi, a Unipampa oferecerá também cursos de pós-graduação.

E acrescentou que a universidade possui campi nas cidades de Alegrete, Bagé, Caçapava do Sul, Dom Pedrito, Itaqui, Jaguarão, Sant’Ana do Livramento, São Borja, São Gabriel e Uruguaiana.

fonte: Agência Senado