Sessão requerida por petebista discutirá ligações elétricas clandestinas

PTB Notícias 17/06/2007, 11:12


O problema ocasionado pelas ligações clandestinas de energia elétrica no Estado do Pará será debatido em sessão especial, a ser realizada nesta segunda-feira, dia 18, no plenário da Assembléia Legislativa paraense.

A sessão foi requisitada pelo 1º Vice-Presidente da Casa, deputado Eduardo Costa, do PTB.

O parlamentar petebista acredita que é preciso discutir o assunto com objetivo de encontrar uma saída que beneficie a todos, com a participação dos poderes públicos, privados e da população, que por sua vez, precisa ser mais bem atendida.

De acordo com o deputado Eduardo Costa, é importante ressaltar que a questão dos “gatos” também esconde uma deficiência social, uma vez que esses cidadãos, por morarem em áreas de ocupação não dispõem de um dos serviços públicos básicos para a sua sobrevivência, que é o fornecimento de energia elétrica.

“A captação indevida de energia elétrica é grave e uma questão também social”, defende o parlamentar do PTB do Pará, que não pretende polemizar o assunto, apenas debatê-lo de forma democrática e voltada para a melhoria de qualidade de vida da população, que muitas vezes, se submete a situações de perigo pela captação clandestina de energia.

A sessão especial terá a participação do Secretário Adjunto da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano – Sedurb- Kleber Matos; do Promotor de Justiça de Defesa do Consumidor, Marco Aurélio Nascimento; do Gerente do Grupo Técnico de Energia Elétrica da Arcon, Alfredo Augusto Vieira Basto; do Major Menezes do Corpo de Bombeiros e do Diretor Comercial da Rede Celpa, Moises Tozze que fará uma exposição, de 20 minutos, a respeito do assunto.

De acordo com o diretor Comercial da Celpa, Moises Tozze, a empresa espera concluir em agosto/2007, um levantamento realizado pela Rede Celpa, em áreas de ocupação, da Região Metropolitana de Belém sobre o número de imóveis existentes nessas áreas.

Até o momento, já foram levantados 7 (sete) circuitos elétricos (ligações clandestinas em áreas de ocupações), nos quais foram confirmadas a presença de 8.

953 residências.

Estima-se, com base nos primeiros dados do levantamento, que o número total de famílias que vivem nestas condições seja em torno de 28 mil.

A sessão especial sobre a regulamentação dos serviços de fornecimento de energia elétrica nas áreas de ocupação requerida pelo 1º Vice-Presidente da Casa, deputado Eduardo Costa (PTB), inicia às 9h da manhã desta segunda.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações da Assembléia Legislativa do Pará)