Shimabukuro debate valorização salarial dos profissionais de engenharia

PTB Notícias 30/08/2013, 16:32


Engenheiros, arquitetos e tecnólogos de Campo Grande (MS) estiveram na quarta-feira (28/8/2013) no gabinete do vereador Edson Shimabukuro (PTB).

O objetivo da visita foi debater com o vereador a valorização salarial dos profissionais da engenharia em geral.

Segundo uns dos profissionais presentes na reunião, a luta da categoria é a valorização salarial, para aqueles que já fazem parte do quadro de funcionário e para os iniciantes.

“A maioria dos que vieram hoje aqui são funcionários com mais de 20 anos de carreira na administração municipal.

Queremos que seja cumprido o decreto de nº 11884 de 02 de julho de 2012, que prevê reajuste de zero a três salários base aos profissionais dessa categoria.

“De acordo com Edson Shimabukuro, a valorização dos profissionais da engenharia está dentro de sua meta de trabalho.

“Eu entrei para política, mas não deixei de ser engenheiro e não vou medir esforços para que haja uma valorização descente”, disse.

Durante a reunião, o vereador declarou total apoio à categoria e disse que irá agendar uma reunião com o prefeito Bernal e também com o secretário de Obras, Semy Ferraz.

“Estive com o Semy e ele também é a favor desta valorização, temos agora que fazer sair do papel.

“ConcursosA luta do vereador Edson Shimabukuro para valorização dos profissionais de engenharia é antiga.

A discussão começa desde os editais de concursos com vagas para engenheiros no estado abriu uma discussão entre os profissionais por causa do salário oferecido.

No edital do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) foram oferecidas 04 vagas para engenheiros com salário de R$ 3.

138,70, já o da AGEHAB oferece 05 vagas para Analista de Programas Habitacionais e 08 vagas para Fiscais de Obras Habitacionais, atividades que cabem aos engenheiros, com vencimentos de R$ 1.

300,00 por 40 horas semanais.

Os valores apresentados gerou revolta nos profissionais de engenharia, que se manifestaram através das redes sociais sobre os concursos.

Shimabukuro declarou que já tomou as medidas necessárias em relação aos concursos públicos com vagas para engenheiros, cujos salários oferecidos são inferiores à categoria.

“Não podemos permitir esse desrespeito com os profissionais, todas as medidas já estão sendo tomadas”, explicou.

Em relação ao concurso da AGEHAB, Shimabukuro esteve reunido com Carlos Marun, secretário estadual de Habitação, que prontificou de agendar uma audiência com o governador André Puccinelli para tratar do assunto.

“Vou lutar pela categoria, é meu papel como presidente do sindicato e principalmente como profissional.

Os engenheiros, arquitetos e tecnólogos podem ter certeza que não medirei esforços para que a lei seja cumprida”, finalizou Shimabukuro.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da assessoria do vereador Edson Shimabukuro (PTB-MS)Foto: Assessoria