Silvio Costa diz que prefeito de Palmas mentiu à CPMI do Cachoeira

PTB Notícias 10/07/2012, 15:31


O deputado Silvio Costa (PTB-PE) disse, nesta terça-feira (10/7/2012), que o prefeito de Palmas, Raul Filho (PT), mentiu.

“O prefeito acaba de mentir.

Quando uma testemunha mente numa CPI o que a CPI pode encaminhar?”, perguntou ao vice-presidente da comissão, deputado Paulo Teixeira (PT-SP).

Teixeira disse que atitude do prefeito poderia aparecer no relatório final da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira.

“Acabo de provar para a CPI.

Ele está na operação João de Barro pedindo propina de R$ 9 mil para facilitar uma obra de R$ 55 milhões.

Se este cidadão sair desta CPI e vossa excelência não mandá-lo para o MPU [Ministério Público da União], é melhor fechar a CPI”, disse Silvio Costa.

Em troca de um aparelho de ginástica de R$ 9 mil, o prefeito teria agido para favorecer um consórcio de empreiteiras que venceu uma obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no valor de R$ 55 milhões.

A informação é da Operação João de Barro da Polícia Federal.

Escutas telefônicas feitas pela PF com autorização judicial mostram que, durante as negociações, o prefeito chegou a se queixar a um dos lobistas, Horácio César Fonseca Sobrinho, preso na operação, de que o pagamento do equipamento para a prática de exercícios físicos ainda não tinha sido feito.

Desconhecia CachoeiraTambém para o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), o prefeito mentiu ao dizer que não sabia quem era Carlinhos Cachoeira.

“Não se sustenta seu argumento.

Se não sabia com quem ia falar porque foi falar de oportunidades em Palmas?”, questionou o parlamentar, que equiparou Raul Filho à deputada Jaqueline Roriz e ao ex-governador José Arruda, também flagrados em vídeos.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Agência Câmara de Notícias