Sílvio Costa Filho será o líder da oposição na Assembleia pernambucana

PTB Notícias 30/12/2014, 11:17


Petebista comandará o grupo nos próximos dois anosO deputado estadual Sílvio Costa Filho (PTB) será o líder da bancada de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco durante os próximos dois anos.

O anúncio foi feito na tarde desta segunda-feira pelo grupo, que atualmente é composto por 13 parlamentares, mas ainda poderá ganhar a adesão da deputada Priscila Krause (DEM).

O petebista foi vereador do Recife aos 22 anos, secretário de estado e deputado estadual por três vezes.

O grupo começou a se articular em meados de dezembro, quando se reuniu pela primeira vez no plenarinho da Assembleia para traçar estratégias para a próxima legislatura.

Segundo Costa Filho, o mês de janeiro será dedicado ao planejamento das atividades da oposição e à definição dos dois vice-líderes da bancada.

Será estabelecido um calendário das ações para o primeiro semestre, com visitas a obras (em andamento ou paralisadas), realização de audiências públicas, promoção de debates sobre o Pacto pela Vida, entre outras atividades.

“Vamos fazer uma oposição firme, responsável e dinâmica.

Este trabalho se inicia imediatamente, tendo em vista que a gestão do governador Paulo Câmara será na verdade uma continuidade das administrações dos últimos oito anos.

Ou seja, Paulo inicia o nono ano do governo do PSB”, explica Costa Filho.

A bancada de oposição ainda não decidiu se apoiará uma provável tentativa de reeleição do deputado Guilherme Uchoa (PST) à presidência da Casa no próximo ano.

O grupo não deverá tomar partido sobre a eleição interna até que as candidaturas estejam colocadas.

Pretendem pleitear, no entanto, pelo menos três cargos na mesa diretora: o de vice-presidente e os de 3º e 4º secretários.

Além do líder da bancada, completam o grupo os deputados Júlio Cavalcanti (PTB), Álvaro Porto (PTB), José Humberto Cavalcanti (PTB), Romário Dias (PTB), Augusto César (PTB), Odacy Amorim (PT), Manoel Santos (PT), Teresa Leitão (PT), Bispo Ossesio Silva (PRB), Socorro Pimentel (PSL), Edílson Silva (PSol) e Pedro Serafim Neto (PDT).