“Só vamos ter voz ocupando espaços”, afirma Graciela Nienov durante encontro com mulheres em Salvador

Agência Trabalhista de Notícias - 24/01/2019, 16:44

Crédito: Divulgação

Imagem

Em encontro marcado com música, debate e ideias tratadas de forma coletiva, o PTB Mulher reuniu nesta quarta-feira (23), na capital baiana, diversas mulheres para dizer que “lugar de mulher é onde ela quiser”.

O evento foi realizado no Salvador Express Praia Hotel e contou com a participação da presidente nacional do PTB Mulher, Graciela Nienov, e das presidentes do PTB Mulher da Bahia, Taissa Gama, e de Salvador, Lu da Liberdade.

Também estiveram presentes o presidente estadual da Juventude do PTB, Darlan Dorea, a presidente do PTB de Lauro de Freitas, Rosana Paixão, a líder indígena Kalanta e o líder da zonal Nordeste de Amaralina, Leleu Gordo.

Em discurso, Graciela Nienov frisou a necessidade de valorizar a mulher na política e afirmou que levará as ideias da Bahia para os demais estados. “Venho aqui me encher de histórias e conhecimento. O nosso movimento acontece para dar voz às mulheres que nunca foram ouvidas. Só vamos ter voz ocupando espaços. Precisamos, principalmente, de sensibilidade para se colocar no lugar do outro”, destacou.

“Saio da Bahia com muito mais do que imaginava, com lindas histórias e muitas pautas para levar nacionalmente. Vamos sonhar juntos”, disse a líder petebista.

Ao destacar que o “PTB é o partido com o maior movimento de mulheres do Brasil” e que tem o “orgulho de fazer parte da família petebista”, Taissa Gama destacou que o PTB baiano terá 50% de representação feminina nas eleições municipais de 2020.

“Apesar de já existir a lei que destina 30% das candidaturas às mulheres, ainda somos minoria, pois o percentual não se reflete nos mandatos. Não queremos que as mulheres do PTB sejam vistas como as mulheres dos outros partidos. [Na Bahia] Teremos 50% das candidatas mulheres nas próximas eleições. Essa é a nossa meta”, ressaltou Taissa.

“Estar à frente de um partido forte como esse é um desafio, mas escolhi mulheres fortes para a mesa hoje de forma que tantas outras sejam representadas. É importante também ter o apoio dos homens, pois não vamos conseguir mudança nenhuma sem eles. Temos que fazer com eles o que queremos que façam com nós. A reciprocidade é que vai fazer a mudança”, acrescentou.

Também presente, a cantora Aila Menezes demonstrou gratidão pela realização do encontro e apontou a aceitação do próprio corpo como outro tema importante a ser discutido.

“A gente geralmente se olha no espelho para saber se a aparência física está boa, mas pouco se preocupa para o nosso interior. Com as redes sociais, vendemos uma vida diferente do real, mas e o nosso dia a dia? Quantas vezes a gente não se ama e não está bem a gente mesmo?”, questionou Aila, que, ao final do evento, cantou em homenagem às mulheres presentes.

Com informações do PTB Mulher da Bahia