Sob nova direção: Rodrigo Valadares assume PTB de Sergipe

PTB Notícias 23/03/2016, 19:38


A convite da presidente nacional do PTB, deputada Cristiane Brasil (RJ), o empresário Rodrigo Valadares assumiu o comando do partido em Sergipe.

O mais novo trabalhista ingressou na sigla com a missão de reestruturá-la no Estado.

Rodrigo Santana Valadares, de 26 anos, é filho do ex-deputado federal Pedro Valadares, morto em 2014 no acidente aéreo que também vitimou o candidato à Presidência da República pelo PSB, o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos.

A presidente Cristiane Brasil comemorou o ingresso de Rodrigo Valadares.

Segundo a líder nacional, o PTB vem trabalhando para fortalecer sua representatividade partidária em todo o país, buscando lideranças comprometidas com uma nova maneira de se fazer política e, principalmente, que contribuam para o crescimento do partido.

“O partido em Sergipe está em boas mãos, sinto firmeza no Rodrigo.

Ele é uma jovem liderança promissora.

Eu tenho certeza que ele vai montar o partido, que vai fazer um excelente trabalho de base, que é o que a gente precisa”, destacou.

“Ele tem um passado bonito, uma herança política boa, de gente de palavra, de gente que é família, de gente que não trai.

E isso, para nós do PTB, é valor.

Nós temos no PTB como um dos valores a família; o outro, o trabalho.

O Rodrigo está no lugar certo”, acrescentou.

(/_tinyimg/RodrigoValadares-PTB-SE-FotoNetoSousa-PTB.

JPG) Cristiane Brasil afirmou que o partido vai começar do zero em Sergipe.

“E vai ser bom.

Porque quando uma pessoa não faz nada, a pessoa que faz, aparece muito.

E tenho certeza que o resultado do Rodrigo já está incomodando muita gente.

Já tem muita gente preocupada, porque sabe que ele, o grupo dele, a família e os amigos dele vão arrebentar em Sergipe”, acredita.

A líder do PTB ressaltou ainda que, apesar de ser jovem, Rodrigo Valadares já milita na política há anos.

A presidente citou, como exemplo, que Rodrigo sempre acompanhou a carreira do pai dele, estando presente nas campanhas e na vida partidária.

“O Rodrigo sempre esteve próximo da política.

Tenho certeza que ele já está igual a mim, no DNA.

Ele vai longe”, prevê.

O novo presidente do PTB de Sergipe contou que recebeu com alegria o convite para conduzir o partido e agradeceu à presidente nacional pela confiança depositada nele.

O dirigente afirmou que irá desenvolver um projeto que esteja alinhado com a missão do PTB nacional, e garantiu a Cristiane Brasil que vai trabalhar pelo fortalecimento da legenda.

De acordo com Rodrigo Valadares, o “PTB em Sergipe não será mais sigla de aluguel”.

Ele corroborou que o partido vai começar do zero.

(/_tinyimg/RodrigoValadares-2-PTB-SE-FotoNetoSousa-PTB.

JPG) “Vamos fazer o partido crescer.

O nosso projeto é desenvolvê-lo, começar a ocupar espaços.

Naturalmente vai haver incômodo, mas não estamos preocupados com isso.

Estamos preocupados em trazer uma proposta nova para a população de Sergipe, alinhado com a nossa proposta para o Brasil.

Você não vai atingir resultados diferentes fazendo as mesmas coisas.

Por isso, é preciso revolucionar, é preciso mudar para atingir o diferente.

Espero atingir Sergipe, espero ajudar nossa presidente atingir o Brasil e ser um soldado do partido.

“Rodrigo Valadares se lembrou do pai, Pedro, destacando sua trajetória na Câmara dos Deputados, onde atuou junto com Roberto Jefferson, de quem foi amigo.

Segundo o presidente do PTB-SE, Jefferson é “inteligentíssimo, foi um grande parlamentar e uma pessoa do mais alto calibre político brasileiro”.

“Sinto meu pai vivo nas coisas que estou fazendo.

Sinto ele vivo quando faço política.

Sinto que ele está vivo em mim, até porque o DNA permanece, e sinto que é essa a missão que a gente tem que ter, essa é a missão que eu devo ter.

Ele estava numa missão muito importante, ele morreu na guerra.

Essa missão deve ser continuada.

Essa missão eu vou continuar, e é isso o que a gente vai fazer”, concluiu.

(/?page=ConteudoPage&cod=3787″ target=”_blank) Confira aqui a nova comissão provisória do PTB de Sergipe.

Agência Trabalhista de Notícias, por Felipe MenezesFotos: Neto Sousa