Sobrinho pede acordo que permita encerramento da greve dos professores

PTB Notícias 27/09/2013, 15:43


Em discurso no plenário, na quinta-feira (26/9/2013), o senador Osvaldo Sobrinho (PTB-MT) pediu entendimento para o encerramento da greve dos profissionais de educação de Mato Grosso, que já dura 45 dias.

De acordo com a categoria, mais de 90% dos profissionais aderiram à greve, deixando cerca de 430 mil estudantes sem aula.

“Com isso, perdem os alunos, normalmente de classes mais necessitadas, perdem os professores e todos os envolvidos com a educação”, lamentou.

Conforme informou o senador, a categoria pede uma política salarial que dobre a remuneração em até sete anos, a realização de concurso público, a melhoria da infraestrutura das escolas e a aplicação de 35% do orçamento na educação, como prevê a Constituição estadual.

Osvaldo Sobrinho disse que o governo do estado já fez uma oferta, mas a categoria entendeu que a proposta não atende à pauta pedida.

O sindicato já teria protocolado uma contraproposta, na tentativa de encerrar a paralisação.

O senador afirmou que a pauta dos grevistas é justa e pediu bom senso ao governo estadual.

“É necessário chegar logo a um entendimento, para a educação voltar à normalidade.

Estou certo de que ambas as partes estão dispostas a ceder no que for possível, para encontrar um consenso”, pediu o senador.

Osvaldo Sobrinho disse ainda que tem pautado sua vida política em defesa da educação.

Segundo o senador – que foi professor primário e universitário e secretário da Educação de Mato Grosso –, as escolas precisam de reformas urgentes, além de adequação com recursos tecnológicos e aparelhos de climatização, já que o estado é muito quente.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Agência SenadoFoto: José Cruz/Agência Senado