Sodré Santoro elogia plano de infraestrutura logística para a Amazônia

PTB Notícias 10/04/2013, 18:15


O senador Sodré Santoro (PTB-RR) elogiou, nesta quarta-feira (10/4/2013), o Plano Brasil de Infraestrutura Logística (PBLog) para o desenvolvimento da Amazônia.

O plano foi lançado pelo Conselho Federal de Administração, junto com os Conselhos Regionais de Administração, com o objetivo de elaborar um estudo que aponte soluções para o sistema logístico do país.

O senador explicou que a infraestrutura logística agrega fatores como as dificuldades estruturais, burocráticas e econômicas e é o item de maior peso na composição custo Brasil.

Ele disse que, na Amazônia, a distância do aeroporto, assim como sua infraestrutura precária, são alguns dos fatores que aumentam o custo de produção das indústrias instaladas na Zona Franca de Manaus.

“A infraestrutura hidroviária também é insuficiente.

Faltam entrepostos multimodais, o tempo de percurso das hidrovias é muito longo e os portos são ineficientes.

A tudo isso soma-se o peso da burocracia que atrapalha os processos de importação de insumos e matéria prima”, disse.

Sodré ressaltou que os custos logísticos são um dos principais gargalos da economia brasileira e estão estimados entre 16% e 20% do Produto Interno Bruto (PIB).

Ele afirmou que o número é insustentável, especialmente se comparado com os 9,8% dos Estados Unidos e com os 11% da União Européia.

“Estima-se que cerca de 40% da nossa produção agrícola seja onerada por seus custos de transporte.

Imagine como poderia ser a competitividade do Brasil em produtos agrícolas se esses custos fossem minimizados”, disse.

Sodré Santoro enumerou diversas soluções apresentadas pelo PBLog para que os custos logísticos sejam minimizados na Amazônia, entre elas, a ampliação do Aeroporto de Santarém (PA) para o sistema de carga, ampliação da BR-174, que liga Manaus a Boa Vista e conclusão da BR-080 que promoveria a ligação direta entre Manaus e Brasília e, consequentemente a São Paulo e ao resto do território nacional.

“A BR-080 vai diminuir o custo do frete entre Manaus e Brasília pela metade.

Tanto a BR-174 quanto a BR-080 são fundamentais para o progresso da Amazônia”, disse.

O plano ainda prevê a interligação de ferrovias, a criação de hidrovias, redução da alíquota de ICMS sobre o querosene da aviação e outras medidas para equalizar o problema logístico da Amazônia, disse o senador.

Fonte: Agência SenadoFoto: Agência Senado