SP: Campos Machado assume defesa dos motoboys contra aplicativos

PTB Notícias 20/08/2015, 8:56


O deputado estadual Campos Machado (PTB-SP) recebeu, na segunda-feira (17/8/2015), a diretoria do Sindicato dos Mensageiros Motociclistas, Ciclistas e Mototaxistas do Estado de São Paulo (SindimotoSP).

Os representantes da categoria apresentaram ao parlamentar a grande preocupação dos mais de 220 mil profissionais com o surgimento dos aplicativos que, semelhantemente aos taxistas, estão tirando o emprego dos trabalhadores e trazendo um clima de incertezas ao mercado, pois não há registro trabalhista e, muito menos, garantias de direitos assegurados pela legislação vigente.

“Nossa preocupação é que as empresas que registram os motoboys, com carteira assinada e todos os direitos, poderão quebrar e deixar muita gente desamparada”, disse o presidente do SindimotoSP, Gilberto Almeida.

Existem diversos aplicativos que disponibilizam serviços de intermediação de transportes de mensagens e pequenas cargas, porém, não dão nenhuma garantia de direitos ao trabalhador.

Caso um motoboy venha sofrer um acidente, por não ter carteira assinada, não terá o afastamento remunerado para tratamento de saúde.

O deputado Campos Machado, que recentemente criou a “Frente Nacional Contra o Uber”, disse que está assumindo, também, a defesa dos motoboys contra os aplicativos, na capital paulista, no Estado e em todo o país.

“Além dos taxistas, os meus amigos motoboys também estão sendo vítimas da voracidade destas empresas que querem o lucro a qualquer preço.

O Uber é um gigante multinacional e que, em cinco anos, já vale mais do que a nossa Petrobras”, disse Campos Machado, ao entrar na luta pela dignidade dos motoboys.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria do deputado Campos Machado (PTB-SP)Foto: Divulgação/Assessoria