Tanise Sabino, candidata a vice-governadora gaúcha, ministra palestra “Gestão da Emoção” para estudantes de Alvorada

PTB Notícias 26/05/2022, 15:45


Imagem

A educação não é mais a mesma depois da pandemia da Covid. Desde a retomada gradual do ensino presencial, o desafio tem sido, além de recuperar o atraso no plano educacional, também trabalhar a gestão emocional dos alunos. Docentes pedem apoio para lidar com questões emocionais das quais destacam-se a ansiedade, depressão, dispersão e dificuldade de concentração no retorno dos alunos.

Na última semana, a Vereadora e candidata a vice-governadora do Rio Grande do Sul, Tanise Sabino, do PTB, esteve na cidade de Alvorada para atender o pedido da direção e orientação da Escola Estadual de Ensino Médio Nossa Senhora Aparecida. O objetivo da palestra de Tanise Sabino aos estudantes foi o de despertar neles uma consciência sobre seus sentimentos e técnicas de como lidar com as emoções.

A palestra ministrada pela psicóloga Tanise Sabino contemplou 45 alunos, integrantes de duas turmas, uma de 1º e outra de 3º ano do Ensino Médio, que lotaram a sala de vídeo preparada para esse acolhimento e direcionamento. Com afirmações e questionamentos como: “Não é fácil ser jovem nos dias de hoje!”, “Não é fácil falar de sentimentos!”, “O que eu sinto é normal?”, “O que você faz com aquilo que fizeram com você?”, “Se você não tem um bom exemplo na sua família, seja você o exemplo!” Tanise ganhou a atenção dos alunos, que participaram de forma ativa, interagindo e dividindo suas experiências e dúvidas.

Para Tanise Sabino, “é preciso considerar e buscar entender como cada um está voltando depois de passar um período distante fisicamente da escola. A escuta sobre como foi a vivência da quarentena, quais são as repercussões emocionais e físicas do que foi vivido, os medos, as alegrias, as perdas…Tudo isso precisará ganhar espaço para ser dito e ouvido de alguma forma. Afinal, independentemente de como foi para cada um, esse momento de isolamento deixa marcas que precisam ser vistas, acolhidas e, cuidadas. Nesse sentido o direcionamento de uma palestra sobre a ‘Gestão da emoção: Aprendendo a lidar com os sentimentos” foi bem importante. A turma participou bastante’, destacou a candidata a vice-governadora na chapa do senador Luiz Carlos Heinze.

A vereadora petebistas também falou aos estudantes acerca da Depressão, explicando que esta é uma doença que afeta principalmente o humor psicológico, entretanto que não se restringe a isso, mas afeta a saúde por completo, o corpo, os pensamentos e a forma de compreender e se relacionar com o mundo. Tanise ainda levou a conhecimento que a profunda tristeza, a depressão, pode desencadear pensamentos suicidas e que é muito importante falar sobre.

“Será que se eu falar sobre suicídio eu vou incentivar as pessoas a pensarem sobre isso? Não. É importante falar sobre este tema. Procurar esclarecimento junto a direção ou orientação escolar, sim! Estima-se que 90% dos suicídios poderiam ser prevenidos se houvesse diálogo sobre e uma orientação adequada para conviver e também superar problemas e dificuldades. O que se percebe é que as pessoas que pensam em suicídio, na verdade não querem se matar, mas sim querem acabar com a dor, com o sofrimento que não conseguem mais conviver e suportar.”

Segundo Tanise, as expressões “Vontade de sumir”, “Sem forças para viver”, “Sou um peso na vida de todo mundo”, “Quero dormir e nunca mais acordar”, são sinais de alerta e pedido de ajuda. Observar além do que se está emitindo como o que se está fazendo consigo próprio é outro cuidado importante. A automutilação não suicida tende a começar no início da adolescência. O ato de provocar, por vontade própria, qualquer tipo de ferimento físico. Esse comportamento, causar dor. Frequentemente, a pratica da automutilação é repetidamente em uma única sessão, provocando diversos cortes ou queimaduras no mesmo local.

A palestra foi concluída com êxito e com a declaração da Psicóloga Tanise afirmando que: “Depressão não é escolha! Suicídio não é escolha! Automutilação não é escolha! Mas, é possível sim ter uma vida saudável, independente das adversidades, pois a gestão da emoção depende da gestão dos nossos pensamentos e precisamos treinar isso se queremos nos manter saudáveis. Pensar antes de agir é uma habilidade a ser conquistada. É preciso pensar, falar sobre e enfrentar medos, bem como se posicionar e sair da síndrome do coitadismo. Pois, é normal sentirmos todas as emoções, mas o que importa e devemos atentar para isso é como lidamos com elas.”