Tayah: Plano diretor é prioridade após recesso da Câmara de Manaus

PTB Notícias 24/06/2011, 7:10


O Plano Diretor Urbano de Manaus será uma das principais prioridades da Câmara Municipal de Manaus (CMM) após o período de recesso, que começa nesta semana e segue até o dia 11 de julho.

De acordo com o presidente da Casa, o vereador Isaac Tayah (PTB), apesar de haver possibilidade do Plano ser votado até 2012, a ideia é antecipar a votação já para o segundo semestre e, de acordo com ele, evitar “foco político” na questão.

“Quero colocar o Plano Diretor em votação ainda neste semestre para evitar o foco político, em função das eleições do ano que vem.

Quando chega a eleição, a Câmara vai se dividir, mais do que está dividida, e os vereadores vão começar a agir de acordo com a orientação de seus partidos para as eleições, e isso pode tirar o aspecto técnico do Plano”, disse.

Outro ponto pendente e que também é considerado prioritário no retorno do recesso parlamentar será o fórum de trânsito e transporte, que a foi a saída temporária criada pelo parlamento para substituir as propostas de instalação das Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI).

O fórum, que deve acontecer ao longo de cerca de dez dias já em julho, não descarta totalmente as CPIs, de acordo com Tayah.

CPI e regimento interno “Após as discussões do fórum deve ser feito um relatório que pode ou não ser encaminhado para o Ministério Público do Estado (MPE), que é o que se faz após uma CPI”, disse Tayah.

Conforme já defendeu em outras ocasiões, o presidente não é a favor das CPIs pelo alto custo aos cofres da Casa e por não serem “terminativas”, no sentido de que não tem poder de polícia do Congresso Nacional.

Tayah também lembrou as discussões do Regimento Interno da Câmara, outro ponto necessário a ser visto após o período de recesso.

“O regimento interno precisa ser revisto.

Há questões dúbias que precisam ser reavaliadas pelos vereadores”, lembrou o presidente da Câmara.

Isaac Tayah citou ainda a implementação de alguns projetos administrativos de sua gestão, como a “Câmara Itinerante” e o “link nos bairros” – projetos que, na avaliação do parlamentar, podem ajudar a “aproximar” a população do parlamento.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal D24