Tião Medeiros: “Estivemos e continuaremos no caminho correto”

PTB Notícias 2/02/2016, 9:25


O ano de 2016 é aguardado com grande expectativa pois, desde a redemocratização, 2015 deve ter sido o ano mais difícil para o País.

Com o fim do recesso parlamentar a volta à realidade e às lutas, que, com certeza exigirão mais esforços e comprometimento de todos.

Mas, apesar das dificuldades, provocadas por tantas turbulências, que infligiram prejuízos a todos os municípios brasileiros, nossa Região registrou avanços e conquistas.

Para falar um pouco destes avanços e conquistas, das experiências vivenciadas neste primeiro ano de mandato e das expectativas para 2016 entrevistamos o deputado Tião Medeiros (PTB-PR), um dos principais personagens do cenário político regional.

Um breve balanço sobre o primeiro ano de mandatoO ano que passou foi de muitas conquistas e aprendizado.

Enfrentamos percalços, mas consideramos o saldo extremamente positivo.

Tivemos posicionamentos importantes dentro da Assembleia Legislativa, como no debate que permitiu ao governo do Estado aprovar o ajuste fiscal que ajuda o Paraná a enfrentar a crise nacional.

Também avançamos com conquistas transformadoras para toda a região Noroeste, como a duplicação da BR-376, entre Paranavaí e Nova Esperança.

Dediquei-me a propor leis e projetos para auxiliar na construção do bem-estar comum e melhoria da qualidade de vida das pessoas e na fiscalização do Poder Executivo.

Pautei minha atuação em duas frentes: a primeira foi de apresentar uma série de projetos que ampliam a participação popular no ambiente legislativo, como forma de aproximar cada vez mais as pessoas da política.

Por outro lado, trabalhei junto do governo do Estado na proposição de medidas que auxiliaram a recuperação econômica do Paraná.

Enquanto muitos estados brasileiros sofrem com a crise que assola o país, o Paraná já demonstra que deixou os momentos ruins para trás.

Isso me dá tranquilidade para afirmar que o primeiro ano de mandato foi muito bom, que estivemos e continuaremos, no caminho correto.

Sua expectativa em relação a 2016Mesmo com um cenário assustador na economia brasileira, tenho a certeza de que o ano será mais fácil para o paranaense se comparado a outras unidades da federação.

Antecipamo-nos, e, ao lado do Executivo, promovemos ajustes e cortes que vão permitir enfrentarmos os momentos difíceis.

O governo paranaense entra em 2016 com um orçamento forte.

Estão previstos quase R$ 55 bilhões de orçamento.

Destes, cerca de R$ 7 bilhões em investimentos já estão programados.

Entre as ações previstas estão investimentos nas áreas de saúde, educação, segurança pública, habitação, saneamento, energia e, principalmente, infraestrutura de transporte.

Nosso Estado se torna mais competitivo, pois enquanto os outros estão reduzindo investimentos, estamos aumentando.

Pro disso, no final de 2015, nos tornamos a quarta economia do País, superando o Rio Grande do Sul.

Estes são indícios de que estamos no caminho certo, o que me deixa muito animado e esperançoso para trabalhar em 2016.

Como ajudar a Região a transpor a crise?Temos buscado investimentos em vários setores do Estado.

A parceria do Executivo com setor produtivo, em programas como o Paraná Competitivo, e com os municípios é essencial.

Neste ano, o governo vai intensificar nosso ritmo de crescimento.

Um exemplo é o ajuste fiscal promovido pelo governo, que também ajudou os municípios.

Os repasses estaduais para as prefeituras cresceram 20% neste ano, o que representa R$ 1 bilhão a mais do que no ano passado.

No mesmo período, as transferências federais aos municípios caíram 38% neste ano.

O orçamento de 2016 tem muitos recursos para investimentos e podem ser aplicados já no início do exercício.

Para consolidar este ritmo de investimentos, os gestores precisam adotar medidas para tornar a máquina pública mais eficiente e menos burocrática.

Também tenho dado uma atenção especial à agricultura, defendendo a manutenção de incentivos fiscais ligados aos setores da mandiocultura e da citricultura (laranja).

Estes benefícios possibilitam o crescimento das indústrias ligadas ao setor, gerando reflexos positivos junto ao homem do campo.

A duplicação da BR-376 também será fundamental neste sentido.

Com o fim das obras, vamos diminuir os custos de transporte da produção, tornando a região mais competitiva, pois a pista dupla vai estimular o desenvolvimento e auxiliar no escoamento da produção agrícola e industrial do Noroeste.

Sua expectativa em relação à sucessão municipal.

De que maneira seu partido poderá, ou deverá participar?Minha expectativa é que os que coloquem os nomes à disposição da população sejam pessoas qualificadas, preparadas, honestas, sem vícios políticos e que, principalmente, amem Paranavaí.

Estamos assistindo nacionalmente uma sucessão de erros, de pessoas despreparadas e desonestas que estão levando o País a uma crise financeira jamais vista, que, infelizmente, atingirá cada brasileiro.

Isto é fruto de más escolhas.

O PTB quer caminhar na corrente contrária, ajudando na escolha de bons nomes, de pessoas comprometidas com a cidade.

Não queremos quadros que queiram fazer da administração municipal um trampolim para o sucesso pessoal e financeiro.

Uma avaliação do governo RichaMinha avaliação é positiva.

Todo governo é feito de erros e acertos, mas esta é uma administração de muito mais acertos.

É isso que vale para que um grande gestor venha a se destacar.

As medidas tomadas pelo governador Beto Richa ajudaram o Paraná a largar na dianteira no enfrentamento da crise que assola o Brasil.

Nosso Estado colhe os resultados das medidas adotadas e se destaca no cenário nacional, apresentando um crescimento real na receita corrente líquida em 2015.

Nos outros estados são registradas quedas.

Os números de janeiro a novembro mostram que no Paraná houve incremento real de 6,1% na receita corrente e redução de 9,2% na despesa corrente, já descontada a inflação.

Se o governador Beto Richa não tivesse adotado medidas para equilibrar as contas, não teríamos êxito.

Somado a isto, foram implantadas ações para a redução das despesas, especialmente com a migração de inativos e pensionistas que eram pagos pelo fundo financeiro e passaram a receber do fundo previdenciário.

São medidas corajosas que geraram desgastes à imagem do Governador e também dos deputados que as apoiaram.

Mas os números mostram que estávamos no caminho certo.

Como está o processo de duplicação da rodovia Paranavaí/Nova Esperança?As obras de duplicação, de 33 quilômetros da BR-376, entre Paranavaí e Nova Esperança já começaram e tenho uma notícia fresca ótima: na quarta-feira (27), em reunião com presidente da concessionária Viapar, Camilo Carvalho, tive a confirmação de que cerca de 20 quilômetros já estarão duplicados até o final de 2016.

Ou seja, um ano depois do anúncio já teremos mais de metade da obra executada.

Nosso trabalho foi fundamental no processo de duplicação, uma vez que o trecho não estava contemplado no contrato inicial.

Para mim, é um motivo de orgulho ter participado da realização deste sonho da comunidade regional.

A estimativa é de que a duplicação vai beneficiar mais de meio milhão de pessoas e a previsão é que as obras terminem em 2017, a um custo de R$ 197 milhões.

Com duplicação, teremos um canteiro central de seis metros, oito viadutos e várias trincheiras.

Muitos duvidaram que esta duplicação seria realizada.

Com esta melhoria, vamos desafogar este trecho sobrecarregado, garantindo mais conforto e segurança no trânsito e estimulando ainda mais o desenvolvimento e o escoamento da produção de nossa Região.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do Blog do Taturana Foto: Divulgação/Assessoria