Tuma: juiz se dispôs a compartilhar informações sobre a Camargo Corrêa

PTB Notícias 31/03/2009, 10:05


O corregedor do Senado, senador Romeu Tuma (PTB-SP), enviou ofício à Mesa no qual relata conversa que teve com o juiz da 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo, Fausto de Sanctis, sobre a investigação que culminou na prisão de funcionários da empreiteira Camargo Corrêa e outras pessoas.

De acordo com o ofício – lido pelo senador Mão Santa (PMDB-PI) enquanto este presidia a sessão – o juiz “colocou-se à inteira disposição para colaborar e compartilhar informações que possam esclarecer fatos que sejam do interesse do Senado Federal e do país”.

Tuma relata que a Corregedoria do Senado “está analisando notícias veiculadas na imprensa e solicitando informações à Polícia Federal” sobre as investigações em curso.

O corregedor afirmou que, segundo o juiz, as investigações não têm o objetivo de investigar a atuação de partidos políticos ou de parlamentares, até porque esses gozam de foro especial perante a Suprema Corte.

De acordo com o magistrado, informou Tuma, surgiram nomes de partidos políticos e parlamentares nas escutas telefônicas autorizadas judicialmente no âmbito da investigação sobre crimes de evasão de divisas, faturamento de obras públicas e lavagem de dinheiro, praticados, em tese, por diretores da empreiteira.

Para o juiz, somente uma “apurada investigação” poderá apontar a autoria do vazamento de informações para a imprensa, uma vez que, além da Polícia Federal e do Ministério Público, advogados dos diretores da empresa tiveram acesso à transcrição das conversas telefônicas.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações da Agência Senado