Tuma quer debater projeto que reduziu contaminação por Aids em Angola

PTB Notícias 7/12/2008, 10:47


Para atender a requerimento do senador Romeu Tuma (PTB-SP), a Comissão de Assuntos Sociais (CAS) realiza na próxima quarta-feira (10/12), a partir das 10h, uma audiência pública para debater o “Projeto de Prevenção da Transmissão Materno-Fetal do Vírus da Aids”.

Implantado em Angola desde 2002 pelo infectologista brasileiro David Everson Uip, o projeto conseguiu reduzir o índice de contaminação materno-fetal da Aids naquele país africano.

De acordo com o requerimento do senador petebista, foram convidados para a audiência pública o diretor presidente da Fundação Zerbini e diretor-executivo do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, David Everson Uip, e o especialista em neurologia clínica do Hospital Sírio-Libanês Rogério Tuma.

Para o senador Romeu Tuma, foi graças a esse projeto que Angola se destacou do restante da África por apresentar um dos menores índices mundiais de transmissão da doença de mãe para filho.

Apenas 4% das mulheres grávidas HIV positivo que participaram do programa angolano de controle da Aids tiveram seus filhos infectados pela doença.

No restante da África, o índice de contaminação chega a 50% e, no Brasil, a taxa fica entre 8% e 12%.

Mas, essa conquista angolana só foi possível graças à colaboração de profissionais brasileiros, iniciada em 2002, por meio do Programa de Assessoramento Brasil-Angola para o Controle da Aids, ligado ao Ministério da Saúde Pública de Angola.

Esse programa reúne uma equipe de médicos, enfermeiros e gestores brasileiros, coordenada pelo infectologista que participará da audiência pública na CAS, para fornecer capacitação às equipes de saúde responsáveis pelo programa de controle da Aids em Angola.

fonte: Agência Senado