Tupã entrega 492 novas unidades de programa habitacional em Prudente (SP)

PTB Notícias 17/02/2014, 7:17


A Prefeitura de Presidente Prudente (SP) entregou, no domingo (16/2/2014), 330 casas do programa “Minha Casa, Minha Vida”, do governo federal.

As casas foram entregues pelo prefeito Milton Carlos de Mello ‘Tupã’ (PTB) no Residencial Panorâmico, no município.

No sábado (15), a mesma solenidade de repasses das chaves foi realizada no Residencial Bela Vista I, contemplando 162 famílias.

De acordo com o prefeito ‘Tupã’, presente no evento, o programa é operacionalizado pela Caixa e agora, com as chaves nas mãos, as famílias já poderão ocupar as residências.

“Entregar as chaves de uma casa é uma satisfação.

Estas pessoas agora poderão deixar de pagar aluguel e viver o sonho da casa”, ressaltou.

Conforme o governo municipal, ainda neste primeiro semestre, em maio, está prevista a entrega de mais 402 unidades habitacionais no Residencial Cremonezzi e depois 490, no João Domingos.

Uma das contempladas e nova habitante do Residencial Bela Vista, Maria de Souza Miranda, 53 anos, estava bastante feliz com as chaves nas mãos.

“Agora terei o meu próprio espaço.

Não vejo a hora de fazer minha mudança e sair, definitivamente, do aluguel”, disse.

A balconista Valderis Vieira Bonfim, 26 anos, também compareceu ao evento para tomar posse de sua nova moradia.

“É muito bom poder receber as chaves da casa.

Estou bem alegre, pois vou ter um lugar próprio para morar com a minha família”, destacou.

Segundo a secretária municipal da Assistência Social, Regina Helena Penati Cardoso, o município tem se preocupado em garantir que pessoas que realmente necessitam de auxílio sejam incluídas no cadastro único da pasta.

Também existe a preocupação em garantir que 5% das unidades habitacionais sejam destinadas aos que possuem deficiência física e também aos idosos.

“Nosso desejo é oferecer melhor qualidade de vida a todas as pessoas, e a casa própria é um dos pontos.

Após essa conquista, que consiste na mudança para a nova moradia, elas são acompanhadas por nossas equipes durante nove meses.

O objetivo é auxiliá-las no que for possível, visando o bem estar familiar”, concluiu.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações de O Imparcial