União dos Palmares entrega primeiras casas do Programa da Reconstrução

PTB Notícias 21/12/2011, 19:47


Mais de 500 famílias afetadas pelas enchentes nos municípios de São José da Laje e União dos Palmares, Alagoas, receberam, nesta terça-feira (20/12), suas novas moradias.

A entrega foi feita pelo governador Teotonio Vilela Filho, que foi acompanhado pelo vice-governador e coordenador do Programa da Reconstrução, José Thomaz Nonô; pelos secretários de Estado da Infraestrutura, Marco Fireman, e da Assistência e Desenvolvimento Social, Marcelo Palmeira; pelos prefeitos das cidades e por outros gestores.

“Hoje é o dia em que a tristeza desaparece e entra em cena a esperança e a alegria na certeza de que essas famílias irão morar em uma casa boa, com qualidade, e que irá garantir um Natal digno e a retomada de vida de todos”, declarou Nonô durante a entrega, que também contou com a presença do superintendente da Caixa Econômica Federal, Hebert Buenos Aires, e do deputado estadual e presidente da Comissão das Enchentes, João Henrique Caldas.

Segundo o prefeito de União dos Palmares, Areski Freitas (PTB), a ação do Governo de Alagoas foi fundamental.

“Já tivemos outros históricos de cheias, mas desta vez foi diferente.

Nós pudemos contar com o apoio do governador Teotonio e do vice Nonô, que respeitaram o povo alagoano e cumpriram com o compromisso da reconstrução das cidades atingidas”, ressaltou Areski Freitas.

Agora proprietária de uma casa adaptada para seu marido, Zenilda Gomes comemorou a conquista.

“Com a cheia, minha casa foi destruída e ficamos só com a roupa do corpo.

Estava ansiosa para receber esta casa, que é adaptada para as necessidades do meu marido e muito boa para morar e seguir a vida com meus três filho”, falou.

Aos 103 anos, Antônio Pedro também declarou felicidade pelo momento.

“É minha primeira casa própria, sou um vencedor”, disse ele, emocionado.

Cada unidade habitacional possui 41m², divididos entre sala, cozinha, dois quartos, banheiro e área de serviço.

Além disso, 3% das casas são adaptadas para deficientes físicos e contam com rampas de acesso, barras de apoio e outros equipamentos que facilitam a mobilidade dos moradores.

Os conjuntos serão todos pavimentados, com parcelamento do solo, terraplanagem, drenagem, esgotamento sanitário, abastecimento de água e de energia, além da instalação de equipamentos públicos, como escolas, creches, postos de saúde, entre outros.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal Alagoas 24 Horas