Valter Araújo quer reunião com comissões para discutir produção florestal

PTB Notícias 21/06/2011, 9:45


O presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, deputado Valter Araújo (PTB- RO), o secretário geral da Casa de Leis, João Ricardo Mendonça e o deputado federal Nilton Capixaba (PTB) estiveram reunidos na manhã da última segunda-feira (20/06/2011) na sala de reuniões do plenário para solicitar a interferência do Poder para discutir junto ao governo do Estado a questão da produção florestal em Rondônia, bem como a possibilidade de criar uma autarquia vinculada a Sedam, denominada Serviço Florestal de Rondônia.

Valter Araújo agendou uma reunião para o dia 28 deste mês, às 8h30 na sala de reuniões com as comissões de Meio Ambiente e de Agricultura da Assembléia com o sindicato e associação dos engenheiros florestais para apresentar projeto e criar um grupo de trabalho.

Os engenheiros florestais estão reclamando da implantação do Documento de Origem Florestal (DOF) em substituição ao Sistema de Comercialização e Transporte de Produtos Florestais de Rondônia (Sisflora), que era mais ágil e apesar de ser pago, o Estado recebia até nove vezes o valor investido no pagamento do programa.

Os engenheiros florestais também reivindicaram a criação do Serviço Florestal de Rondônia, que seja vinculado a Sedam, mas que tenha autonomia administrativa e financeira para implementar a ação florestal no estado.

“É preciso produzir floresta no estado de Rondônia”, afirmou o presidente da Associação Rondoniense dos Engenheiros Florestais (AREF), engenheiro florestal Joel Mauro Magalhães.

Explicaram que Rondônia hoje tem mais de 400 engenheiros florestais, sendo que 30% atuam ativamente em consultoria florestal e que hoje o setor florestal emprega 45 mil pessoas, sendo que a pecuária emprega apenas 5 mil.

Enfatizaram que Rondônia tem aptidão florestal e que no ano passado foram produzidos 4,2 milhões de metros cúbicos de madeira representando 37% da economia do estado.

Destacaram ainda que há interesse em se instalar uma indústria de papel e celulose no estado, mas é preciso haver uma política florestal que viabilize o setor.

Também solicitaram da Assembleia Legislativa que intervenham na questão do Plano de Cargos e Salários da Sedam, na contratação de mais funcionários, na questão da descentralização do órgão nos municípios que não está funcionando por falta de funcionários, dentre outros.

O presidente da Casa, deputado Valter Araújo disse que já foi acordado com o Governo que o Plano de Cargos e Salários virá para apreciação da Assembleia no mês de agosto.

O presidente encerrou a reunião enfatizando que a Assembleia Legislativa está à disposição para ajudar o setor no que for necessário.

Agência Trabalhista de Notícias (PB), com informações da Assembleia Legislativa de Rondônia