Vera Castelo Branco se reúne com secretário de Educação do Amazonas

PTB Notícias 28/04/2014, 18:10


Para apurar possíveis irregularidades na prestação de serviços executados pela empresa Kairos Construtora à Secretaria de Estado de Educação (Seduc) do Amazonas, a 2ª secretária da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputada Vera Castelo Branco (PTB), se reunirá nesta segunda-feira (28/4/2014) com o secretário Rossieli Soares da Silva.

O levantamento será feito junto ao secretário devido ao grande número de denúncias verificadas, principalmente no alto Solimões, onde cerca de 50% de obras não foram concluídas, algumas antigas e outras recentes que caminham de forma lenta, mas sem perspectivas de serem concluídas.

As reclamações, segundo Vera, partem, principalmente, das comunidades indígenas como Belém do Solimões, Umariaçú, Feijoal, Benjamin Constant e Tabatinga por parte de professores e vereadores que não aceitam mais esses “desmandos” que estão ocorrendo na região.

“O pior”, disse a deputada, “nada tem sido feito para coibi-los, causando, com isso, uma grande insatisfação por parte da população contra o governo que continua a contratar os serviços dessa empresa que não tem idoneidade nenhuma para participar de licitações e vencer o certame”, declarou.

Vera Castelo Branco espera junto ao secretário Rossieli Silva saber se a empresa recebeu recursos para iniciar as obras e porque não concluiu nas comunidades elencadas, principalmente por ser verbas alocadas para a educação indígena, ou seja, verbas federais destinadas para a construção dessas obras para abrigar alunos que, hoje, estão sem acesso às aulas por conta desse impasse verificado na execução das obras que deveriam ser executadas pela empresa Kairos Construção.

Além da Seduc, a Kairos Construção presta serviços para Companhia de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Ciama), Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinf) e Secretaria de Estado da Saúde no Amazonas (Susam).

Todos esses órgãos vão receber a visita da deputada para averiguação de possíveis irregularidades.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da assessoria da deputada Vera Castelo Branco (PTB-AM)Foto: Danilo Mello/Aleam