Vereador Isaac Tayah dá ultimato ao Implurb pelo Plano Diretor de Manaus

PTB Notícias 5/04/2011, 7:39


O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Isaac Tayah (PTB) cobrou mais uma vez, nesta segunda-feira (4/4), um posicionamento do diretor-presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), Manoel Ribeiro, em relação ao cronograma de atividades da pasta para a elaboração do Plano Diretor Urbano de Manaus.

De acordo com Tayah, a Câmara solicitou no início do mês de março, mediante ofício, que o diretor-presidente repassasse o cronograma com o calendário de audiências públicas que resultariam na elaboração do plano.

Porém, passado mais de um mês, ainda não houve resposta do Implurb sobre a questão, de acordo com o presidente da CMM.

Tayah disse que vai acionar a Justiça caso o diretor-presidente não repasse o material solicitado até amanhã, terça-feira.

Ao Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM), o Implurb havia prometido que entregaria o cronograma à Câmara ainda na primeira semana deste mês.

O plano diretor do município é cobrado por Tayah desde antes do período em que o vereador Joaquim Lucena (PSB) havia protocolado o pedido de impeachment do prefeito Amazonino Mendes (PTB), há pouco mais de um mês.

O fato até motivou a postura contrária de Tayah em relação à cassação, já que, na opinião do presidente, o impeachment atrasaria ainda mais o andamento da prefeitura no que diz respeito à elaboração do plano diretor urbano.

CMM tem representante em conselhoPor meio de sua assessoria de comunicação, o Implurb informou que a Câmara possui representante junto ao Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano (CMDU), entidade que conta com a participação de várias instituições públicas além de outras pastas municipais e organiza as discussões sobre o plano diretor.

Ainda de acordo com a assessoria, consta no CMDU como representante da CMM a conselheira Adriana Magalhães.

A última reunião do conselho aconteceu na última semana, no dia 28 de março, ocasião em que foi apresentado aos presentes o cronograma referente à liberação de recursos do plano.

A assessoria não soube informar, até o momento, se a conselheira da CMM esteve presente.

O Implurb considera que, por possuir representante legal no CMDU, o parlamento municipal está sendo informado regularmente do andamento da elaboração do plano diretor urbano da cidade.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal D24 AM