Vereador Marcos Crippa defende decisão da Prefeitura em Catanduva (SP)

PTB Notícias 27/03/2009, 9:52


O presidente da Câmara Municipal de Catanduva (SP), Marcos Crippa (PTB) afirmou ontem em entrevista ao jornal O Regional que o prefeito da cidade, Afonso Macchione Neto, não enganou a Câmara em relação a um acordo entre a Prefeitura e o Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos Municipais de Catanduva.

“Eu entendi que o projeto tinha de ser aprovado, senão os funcionários não receberiam com o reajuste no próximo mês”, disse o petebista.

Para Crippa, a Câmara fez o seu papel.

“Se tiver de ter uma nova negociação, que o sindicato entre em acordo com o prefeito.

E caso Macchione encaminhe um novo projeto com o aumento, votaremos”, afirmou.

O presidente da Câmara afirmou ainda que a Casa de Leis aprovou anteriormente o reajuste de 5.

9% no salário dos funcionários do Legislativo.

“Não adianta acreditar em Papai Noel, o reajuste foi feito dentro da lei, nenhum administrador iria dar 14% de aumento real.

Agora, se algum vereador quiser fazer o palanque.

.

.

“.

Conforme informações do presidente da Câmara, existe uma lei que limita o teto do gasto com o quadro de funcionários em 46%.

“Eu fiz um projeto de lei em 2005 que aumentava esse teto em 54%, no entanto, na ocasião foi pedido vistas sine-die.

Se avaliarmos hoje com o reajuste de 5.

9% nos vencimentos dos servidores o impacto financeiro ficará em 45.

89%, portanto, não teria como a Prefeitura aumentar mais realmente”, concluiu.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações do jornal O Regional