Vereador petebista critica instalação de aterro sanitário

PTB Notícias 13/05/2007, 10:48


O vereador petebista Dudu Holanda (Maceío/AL) criticou esta semana a instalação de um aterro sanitário em Guaxuma.

“Eu continuo na bancada do prefeito Cícero Almeida, sim.

Só saio dela se ele quiser.

Entretanto, sou contrário à instalação do aterro sanitário em Guaxuma.

Acho que Maceió, essa cidade tão pequena em extensão territorial, só pode crescer – agora – para o litoral Norte.

Entendo ser importante o papel da Câmara de Maceió nessa discussão e deveríamos orientar o prefeito para que ele mude de idéia”, afirmou Dudu Holanda.

Depois de ter se posicionado a favor da área da Cachoeira do Meirim, no Benedito Bentes, o petebista disse que não teme que sua fala seja levada ao prefeito.

“Estou apenas orientando o prefeito, para que ele possa tomar a melhor decisão para Maceió.

Mas sei que existem aqu, os xeleléus que, para fazer média, vão contar a ele o que eu falei, porque afinal de contas, o Almeida está no poder.

Espero que levem a verdade”, advertiu o parlamentar.

O vereador afirmou que não defende Guaxuma porque aquela área, para ele, é sinônimo de desenvolvimento.

“O setor turístico pretende investir na região.

É lá que serão instalados os resorts, hotéis, condomínios, restaurantes etc, todos aqueles empreendimentos que vão gerar emprego e renda para os maceioenses.

Acho que a própria Ademi deveria fazer uma campanha explicando que o progresso de Maceió está associado ao litoral Norte”, sugeriu ele.

O parlamentar ressaltou a importância da sessão especial, marcada para o próximo dia 23, que vai discutir a instalação do aterro sanitário.

“Espero que os especialistas tragam um estudo de impacto ambiental, para que possamos discutir com mais propriedade o assunto.

Na minha avaliação, a Câmara estaria cometendo um erro gravíssimo se concordasse com o aterro na região de Guaxuma sem ante, ter sido convencida completamente dessa escolha”, defendeu ele.

Num discurso acalourado, Dudu Holanda condenou a permissão que foi dada a Braskem, há algumas décadas, para que a indústria de cloro soda fosse instalada na região do Pontal da Barra.

“Nós perdemos um bairro lindo, cheio de riquezas da terra.

Eu não sei quem foi o desgraçado que permitiu a instalação de uma indústria daquele porte, bem dentro da cidade.

O resultado disso é a falta de investimentos na área.

Ninguém quer fazer nada por aquelas bandas, os investidores não querem correr o risco de morrer, de viverem sob a ameaça de um vazamento ou qualquer coisa do tipo”, disse o vereador.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações do Alagoas 24 horas)