Vereador Victor Cunha, de Belém, quer ação contra OAB do Pará

PTB Notícias 23/09/2013, 17:26


O vereador Victor Cunha (PTB) exigiu que a Câmara de Belém dê entrada numa ação contra o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Pará, Jarbas Vasconcelos, acusando-o de crime contra a moral, tendo em vista que o referido advogado acusou os vereadores de ter recebido dinheiro para aprovar o PPA enviado pelo prefeito Zenaldo Coutinho.

Victor Cunha se mostrou bastante irritado na sessão desta segunda-feira (23/9/2013), quando recebeu do setor jurídico da Câmara um parecer no qual os advogados do Poder Legislativo apenas sugerem que o presidente da OAB-PA se retrate das acusações assacadas contra os vereadores.

O vereador do PTB se disse ofendido com as acusações de Jarbas Vasconcelos, e afirmou ser contrário a sugestão do setor jurídico da Câmara que, na sua opinião, tem o dever e responsabilidade de defender e zelar pelo Poder Legislativo e seus componentes especialmente os vereadores.

“Eles estão aqui para zelar e defender o Poder Legislativo e seus integrantes.

Eu não vou aceitar isto, que façam uma ação que eu assino”, desabafou.

Cunha pediu ao presidente Paulo Queiroz que determine ao setor jurídico da Casa imediata elaboração de documento para dar entrada numa ação reparatória de danos morais contra Jarbas Vasconcelos.

Ele acredita que como presidente de uma entidade respeitável, Jarbas tem a responsabilidade e dever de respeitar outras entidades e poderes de qualquer natureza, como forma de não ridicularizar a própria Ordem que dirige.

Por outro lado, Victor Cunha se mostrou contrariado com os cinco advogados integrantes do corpo jurídico da Câmara, os quais, segundo o vereador, “deram um parecer gracioso por serem integrantes da OAB-PA”.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Câmara Municipal de BelémFoto: Câmara Municipal de Belém