Vereadora Graça Amorim denuncia sucateamento de UPA em Teresina (PI)

PTB Notícias 28/05/2014, 8:02


Depois de um ano de concluída, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro Renascença, na Zona Sudeste de Teresina (PI), não foi inaugurada e já apresenta problemas em sua estrutura provocados pela ação de vândalos e pelo fato de estar fechada há bastante tempo e sem manutenção.

A constatação é da vereadora Graça Amorim (PTB), que enumerou problemas como vidraça quebrada, piso afundado e paredes quebradas.

“Para você ter uma ideia, os equipamentos da sala de raio-x estão no chão do espaço que é para ser a recepção da unidade.

É capaz daquele aparelho não estar mais funcionando”, disse .

Raimundo Gomes, vigia que mora nas proximidades, lamenta o prédio estar pronto, mas sem utilização.

“Nós temos que ir para outros bairros para buscar atendimento tendo um prédio fechado aqui pertinho.

Nós já perdemos a esperança de que essa obra seja entregue”, disse.

A UPA começou a ser construída em 2011 com a previsão de ser inaugurada no ano seguinte.

Foram investidos R$ 2,7 milhões pelo Ministério da Saúde e Fundação Municipal da Saúde.

As UPAs foram criadas pelo governo federal para fazer o primeiro atendimento de pacientes de atenção básica e urgências, na tentativa de desafogar os postos de saúde e hospitais em todo o país.

“Desde 2012 a população da região do Bairro Renascença deveria contar com essa UPA.

Enquanto isso, quem precisa da saúde pública sofre com a assistência médica precária na capital”, lamentou Graça Amorim.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do portal 180 Graus Foto: Divulgação