Vereadora Jeruza Reis apela ao Congresso Nacional em favor do ‘Sistema S’

PTB Notícias 8/10/2015, 7:14


Diante do anúncio sobre o corte de 30% no orçamento do “Sistema S”, anunciado pelo governo federal dentro dos ajustes econômicos para equilibrar as contas do governo, a vereadora Jeruza Lisboa Pacheco Reis (PTB) apresentou e teve aprovada por unanimidade na Câmara Municipal de Poá (SP), na terça-feira (6/10/2015), uma moção de apelo ao Congresso Nacional.

O documento recorre para que o Congresso não deixe passar o projeto de lei enviado pelo governo federal que pretende retirar 30% da receita do Sistema S, que corresponde ao Sesi, Senai, Senac, Senar, Sesc, Sescoop, Sest, Sebrae e Senat, para cobrir o rombo no Orçamento de 2016.

A medida irá reduzir os serviços oferecidos pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), por exemplo.

Parte dos recursos aplicados pelas instituições vêm da chamada “contribuição social”.

O corte precisa ser aprovado no Congresso para entrar em vigor.

A vereadora justificou que, se aplicado, esse corte irá implicar no fechamento de todas as unidades da região e Suzano (SP) poderá ter corte de mais de 50% dos cursos no Senai.

“Fui procurada pelo Senai de Suzano e Sesi de Poá.

Na região, principalmente em Poá, teremos um enorme prejuízo com cortes de verbas do Senai e Sesi, que atendem uma grande quantidade de estudantes com ensino de qualidade.

Esse corte vai implicar no fechamento de todas as unidades da região e Suzano poderá ter corte de mais de 50% dos cursos.

Vale lembrar que hoje mais de 490 jovens se utilizam dos cursos técnicos.

O Sistema S aposta não somente em professores, mas em tecnologia de ponta, para capacitar os alunos, com equipamentos modernos, de forma gratuita.

Não podemos permitir e perder este convênio que temos de qualificação, de elétrica e de marcenaria, com o Reino da Garotada.

Não podemos perder o Sesi de Poá e as vagas do Senai de Suzano dos nossos alunos poaenses”, argumentou Jeruza.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria da vereadora Jeruza Reis (PTB-SP) Foto: Divulgação/Assessoria