Vereadora Jeruza Reis cobra mais uma vez retificação de balancete

PTB Notícias 6/10/2011, 13:38


A vereadora Jeruza Lisboa Pacheco Reis (PTB-SP) voltou a cobrar a Prefeitura de Poá sobre a diferença de R$ 1,1 milhão que foi apontado por ela durante a audiência pública de avaliação de metas fiscais do primeiro quadrimestre realizada em maio deste ano.

Na sessão ordinária da última terça-feira (4/10/2011), a parlamentar compartilhou o áudio da prestação de contas, no qual a secretária da Fazenda confirma a divergência nos dados e se compromete a retificar.

Na semana passada, a administração municipal teria informado ao Poder Legislativo poaense que assinaria a ata da audiência justificando apenas R$ 100 mil de todo o montante questionado pela Comissão de Finanças.

A prestação de contas de avaliação de metas fiscais do primeiro quadrimestre foi realizada no dia 31 de maio, na Câmara de Poá.

Na ocasião, Jeruza, que é secretária da Comissão de Finanças da Casa de Leis, questionou a secretária da Fazenda, Leondir Xidieh, sobre uma diferença entre o quadro sintético demonstrativo dos valores referentes aos primeiros quatro meses do ano e o balancete apresentado.

A divergência entre os documentos, segundo a vereadora, era de R$ 1,1 milhão.

A petebista, então, solicitou que a prefeitura revisse os dados.

Na semana passada, durante a audiência pública sobre as metas fiscais do segundo quadrimestre de 2011, foi entregue à Leondir a ata da prestação de contas de maio com a retificação do montante questionado.

Segundo explica Jeruza, a secretária teria se recusado a assinar o documento, alegando que justificaria apenas R$ 100.

A vereadora, então, adiantou que não vai subscrever a ata como secretaria da Comissão de Finanças da Câmara de Poá com esta diferença, sendo que apontou a falta de R$ 1,1 milhão: “Naquela época, ficou pendente a assinatura dos signatários, ou seja, dos membros da Comissão de Finanças da Câmara de Poá e da secretária, pois os dados eram divergentes.

Não concordo com esse valor de R$ 100 mil e, agora, também me recuso a assinar.

A diferença, que fique claro, é de R$ 1,1 milhão”, reforçou a petebista.

Para não pairar dúvidas, durante o uso na tribuna na sessão ordinária de ontem, Jeruza compartilhou com todos os vereadores a gravação da avaliação de metas fiscais do primeiro quadrimestre, onde a secretária da Fazenda confirma a diferença de R$ 1,1 milhão e se compromete a suplementar os dados do balancete:”Estão ouvindo, senhores? Não estou inventando nada.

Isso foi dito numa audiência pública, o que significa que é público e notório e é fato.

A função do vereador é fiscalizar e é apenas isso que estou fazendo.

Como posso perceber uma coisa e assinar dizendo outra? Como o ser humano é falho, pode realmente ter ocorrido erros.

Não estou apontando irregularidades, que fique claro.

Estou apenas aguardando a retificação”, argumentou a parlamentar.

Agência Trabalhista de Notícias (PB), com informações do site da Vereadora Jeruza Reis