Vereadora Jeruza Reis mostra indignação com aumento da carga tributária

PTB Notícias 7/03/2015, 8:28


A presidente honorária do PTB de Poá (SP), vereadora Jeruza Lisboa Pacheco Reis, registrou, na última terça-feira (03/03/2015), na tribuna da Câmara de Poá, sua indignação com a política do Governo Federal de tentar aumentar, ainda mais, a carga tributária dos brasileiros e brasileiras.

A petebista repudiou todas e quaisquer tentativas de elevar esse enfado.

Diante do cenário conturbado sobre a Medida Provisória enviada pela presidente Dilma Rousseff ao Senado, que aumenta impostos na folha de pagamentos de vários setores da economia, a vereadora se posicionou contrária.

Para ela, a MP acaba com direitos trabalhistas.

“O povo brasileiro não aguenta mais pagar impostos.

A medidas adotadas no pacote econômico, a fim de aliviar a previdência está onerando aqueles que mais precisam (seguro-desemprego, auxílio-doença, pensões e aposentadorias), enfim, não está coerente, nem de acordo com as promessas de campanha de 2014″, salientou.

Pela Medida Provisória, quem pagava alíquota de 1% de contribuição previdenciária sobre a receita bruta passaria a pagar 2,5%.

E quem pagava 2% pularia para 4,5%.

Com isso, o Senado rejeitou a proposta e adiou o aumento de impostos quando o presidente do Senado Renan Calheiros , em plenário, anunciou que considera inconstitucional a decisão de aumentar imposto por Medida Provisória e que vai devolver a medida encaminhada pelo governo.

Na prática, ela anula os efeitos de outra proposta, que reduzia custos das empresas com a folha de pagamentos.

“Agora somos surpreendidos por nova mudança nas regras da desoneração com o aumento de alíquotas anteriormente diminuídas.

Esta situação gera, todos sabem, instabilidade nas relações jurídicas, colocando em risco a confiança da sociedade nos atos emanados pelo Estado”, afirmou Renan Calheiros.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria da vereadora Jeruza Reis Foto: Divulgação/Assessoria