Vereadora petebista tem projetos para atividade de flanelinha

PTB Notícias 23/07/2007, 9:00


O crescente número de flanelinhas nas ruas do centro e bairros da cidade vem preocupando os vereadores da cidade mineira de Juiz de Fora.

De acordo com levantamento da Polícia Militar, o aumento chega a 35%.

“Um problema social que precisa ser controlado.

Caso contrário, seremos reféns dessas pessoas”, disse a vereadora petebista Rose França, que apresentou projeto de lei estabelecendo normas para esses trabalhadores informais.

A proposta da petebista é fazer com que os flanelinhas se organizem em associações, para que sejam prontamente identificados como prestadores de serviços à comunidade.

De acordo com a matéria, fica estabelecida a obrigatoriedade da identificação dos flanelinhas atuantes em todo município.

Eles deverão estar devidamente cadastrados no Poder Público.

A identificação devera ser feita por meio de camiseta ou colete e cartão.

Competirá ao Executivo definir a forma e as condições necessárias para que se faça cumprir o determinado.

“Como representantes da comunidade não podemos deixar que essa situação ganhe um tom de crime organizado, com a extorsão de cidadãos, que pagam seus impostos e que têm o direito de usarem as ruas, que são públicas”, disse Rose.

“Alguns flanelinhas até negociam um preço fixo com os motoristas.

Isso é ilegal”, concluiu a legisladora.

A legisladora acredita que não há necessidade de a Prefeitura criar novos programas para o aproveitamento desses adolescentes e sim inseri-los nos que já estão em desenvolvimento.

Para Rose, a população deverá fazer o seu próprio julgamento sobre a utilidade pública dessa atividade.

Agência Trabalhista de Notícias