Victor Cunha cobra coerência da oposição na Câmara de Belém (PA)

PTB Notícias 28/05/2015, 17:29


“A oposição precisa ter cuidado para manter coerência.

” A afirmação foi feita na terça-feira (26/5/2015) pelo primeiro-secretário da Câmara Municipal de Belém (PA), vereador Victor Cunha (PTB), ao se referir às críticas ao projeto de sua autoria que permite o funcionamento de supermercados aos domingos e feriados na cidade.

Cunha explicou que, no dia da votação do projeto, os vereadores Marinor Brito (PSOL), Fernando Carneiro (PSOL) e Sandra Batista (PCdoB) estavam participando de manifestação em apoio à greve dos professores e que, por isso, haveria incoerência.

“Os vereadores estavam no movimento lutando para que os professores tenham 300 horas/aula mensais.

Isso dá uma média de dez horas por dia.

.

.

Mesmo se fossem 200, 230 horas/aula, haveria professores trabalhando muito”, disse.

Victor Cunha continuou explicando que, em relação aos comerciários, a legislação garante que nenhum trabalhador pode extrapolar 42 horas semanais e, portanto, o sindicato da categoria tem o dever de fiscalizar para evitar explorações.

O parlamentar cobrou coerência da bancada de oposição.

“Defender que o comércio não abra aos domingos e feriados significa desmoralizar a luta dos professores.

Os vereadores saem daqui para apoiar 300 horas/aula e aumento dos salários para os professores, mas não querem que os supermercados adotem um sistema de funcionamento que não extrapole 42 horas por semana”, disse.

O petebista chegou a afirmar que pretendia questionar a Marinor Brito sobre o funcionamento dos supermercados durante seu discurso na segunda (25).

Mas a vereadora disse que seria a favor do projeto, desde que fosse garantida a contratação de mais funcionários.

“Isso é lógico.

O projeto não proíbe a contratação de funcionários nem incentiva a exploração dos trabalhadores.

Eles só devem trabalhar o que está previsto em lei”, concluiu Victor Cunha.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Câmara Municipal de BelémFoto: Divulgação/Câmara Municipal de Belém