Vinícius comemora sanção de lei que inclui o Estatuto do Idoso nas escolas

PTB Notícias 1/07/2014, 16:35


As escolas da rede estadual de ensino do Rio de Janeiro poderão incluir em sua grade curricular o Estatuto do Idoso e temas voltados ao processo de envelhecimento, respeito e valorização da terceira idade.

O acréscimo do assunto ao currículo escolar é tratado na Lei 6.

820/14, de autoria do deputado Marcus Vinícius (PTB).

A norma foi sancionada pelo governador Luiz Fernando Pezão e publicada no Diário Oficial do Poder Executivo.

“Eu sou de um tempo em que os idosos eram respeitados.

A gente cedia o lugar, dava importância aos conselhos e experiências.

Nossa população cresce em um ritmo acelerado e precisamos resgatar esses valores, com urgência”, afirmou Marcus Vinícius.

A lei sugere que os conteúdos sejam ministrados aos alunos dentro da grade das aulas de sociologia.

“A escola é célula formadora de cidadãos.

Portanto, tem o dever e a necessidade de discutir questões relacionadas aos idosos.

O próprio Estatuto do Idoso prevê que é responsabilidade da sociedade e do Estado assegurar os direitos desse segmento”, alega o deputado, já conhecido pela atuação, entre outras áreas, na defesa pelos direitos dos idosos.

Para Marcus Vinícius, a inclusão dos temas no dia a dia dos adolescentes trará uma nova postura em relação aos mais velhos, influenciando a maneira de lidar com os próprios familiares e a sociedade, em geral.

“Todos queremos a graça de viver bem e mais, mas queremos um envelhecimento digno.

Infelizmente, sabemos que muitas vezes a realidade não é essa e a falta de respeito costuma brotar dentro do próprio círculo familiar.

Conscientizar as pessoas sobre as limitações, as dificuldades e as necessidades dessa faixa etária de cuidados, paciência e socialização, pode ter resultados muito positivos”, aposta.

A presidente do Conselho Estadual para Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (Cedepi), Sandra Rabello, destaca que a inclusão dos temas relacionados à gerontologia dentro da Lei de Diretrizes Básicas da Educação é uma antiga reivindicação e que a inserção do tema na grade estadual representa um avanço.

“Quando o jovem passa a estudar o envelhecimento como um processo natural e tudo o que decorre dele, isso traz uma conscientização que se transforma em mais dignidade para o idoso.

É uma bela iniciativa em favor da terceira idade”, declara Sandra.

Como a lei foi sancionada no meio do ano, o deputado disse que vai trabalhar junto à Secretaria de Estado de Educação para que o tema seja incluído na grade curricular a partir do próximo ano.

“Antes a escola só ensinava.

Hoje, ela assume parte do papel de formar e educar.

Sou de uma época em que a gente respeitava os idosos no ônibus, na fila do banco e em casa e minha ideia é que esta lei ajude a trazer novamente a cultura do respeito.

Precisamos ensinar que quem respeita o idoso, respeita a si mesmo”, reforçou o deputado Marcus Vinícius.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da assessoria do deputado Marcus Vinícius (PTB-RJ)Foto: Divulgação