Votação da LDO é adiada e Congresso não entrará em recesso

PTB Notícias 12/07/2006, 15:47


O 1º secretário do Congresso, deputado Inocêncio Oliveira (PFL-PE), comunicou, ao abrir nesta quarta-feira a sessão conjunta do Congresso Nacional, que o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2007 somente deverá ser votado após ampla discussão.

O deputado disse ainda todos os parlamentares serão comunicados a respeito da data de votação da matéria.

Por falta de acordo na sessão de hoje, a LDO deixou de ser votada e com isso o Congresso não poderá entrar em recesso.

O deputado Inocêncio comunicou ainda que, conforme decisão já anunciada pelos presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Aldo Rabelo, será mantida a agenda de trabalhos para o período eleitoral, devendo haver esforço concentrado nos dias 1, 2 e 3 de agosto e 4, 5 e 6 de setembro.

Nesse período também, acrescentou o deputado, as duas Casas permanecerão em atividade para realização de debates e funcionamento de comissões.

As medidas provisórias que não foram votadas nesta semana somente voltarão a ser apreciadas na primeira semana de agosto.

fonte: Agência Senado