Walfrido nega pressão de aliados por cargos no segundo escalão

PTB Notícias 17/05/2007, 14:03


O ministro das Relações Institucionais, Walfrido dos Mares Guia, disse nesta quinta-feira, 17, que o governo não se sente com “com a faca no pescoço” para preencher os cargos no segundo e demais escalões da administração pública federal.

Walfrido afirmou que assumiu o cargo há apenas seis semanas e que seria impossível “nomear todo mundo” neste curto espaço de tempo.

Segundo Walfrido, “os prazos estão rigorosamente sob controle”.

Walfrido disse que as dificuldades da base aliada na Câmara para aprovar matérias na Casa de interesse do governo são colocadas pela oposição e não podem ser consideradas demonstração de rebeldia dos aliados insatisfeitos com a demora nas nomeações.

O ministro minimizou o fato de ontem, os governistas terem recuado para evitar uma derrota na votação da medida provisória do salário mínimo, apesar de serem maioria na Casa.

“O papel da oposição é criar dificuldades, ainda mais numa discussão do salário mínimo.

A discussão no Congresso não quer dizer nada.

A Câmara e o Senado tem avançado nas votações.

Nós estamos conversando”, disse.

O ministro não definiu um prazo para concluir as indicações no governo, mas confirmou que as conversas estão aceleradas.

Ele disse que ontem recebeu o PC do B que passou “um pente fino” na lista que havia apresentado com as indicações do partido e que tem conversado com as demais siglas aliadas.

fonte: Folha Online