“Walfrido nunca representou nada daquilo que o PTB defende”, diz Jefferson

PTB Notícias 18/09/2007, 12:11


O Presidente Nacional do PTB, Roberto Jefferson, comenta nesta terça-feira (18/9), em seu blog na internet (www.

blogdojefferson.

com), as denúncias veiculadas na imprensa nacional sobre o ministro Walfrido Mares Guia.

Jefferson deixa claro em seu comentário que Walfrido nunca foi indicado pelo PTB para qualquer cargo no governo Lula, e que o próprio Mares Guia sempre fez questão de se distanciar do partido, tendo sido feito ministro por sugestão do publicitário Marcos Valério.

Roberto Jefferson fala ainda sobre a ação de Walfrido para tentar controlar o partido, tramando de toda forma para tentar tomar a presidência do PTB.

“Eu resisto e o PTB resiste – porque Walfrido, definitivamente, não representa nem nunca representou nada daquilo que o PTB defende”, afirma Roberto Jefferson.

Barriga de aluguel As denúncias da atuação do hoje ministro Walfrido Mares Guia, quadro originário do PSDB, devem, como qualquer outra denúncia, ser apuradas por quem de direito.

Até aí, nada de novo.

O que faço questão de deixar claro aqui é que Walfrido nunca foi indicação do PTB para cargo algum.

Ele próprio sempre fez questão de se distanciar do partido, alegando sua posição de “ministro do Lula”, imposto ao PTB como de nossa cota no governo por conta de suas estreitas ligações com Marcos Valério.

Agora não venham querer usar o partido como álibi, combinados?Barriga de aluguel 2A ação insidiosa de Walfrido Mares Guia para tentar controlar o partido e me tirar do caminho, na verdade, começou há muito tempo e não encontra trégua.

Primeiro, ele fez de tudo para me tirar da liderança do PTB quando eu era líder, sem sucesso.

Depois, quando fui injusta e covardemente acusado pelo petequeiro Maurício Marinho, dos Correios, e envolvido numa trama montada tão somente para me tirar do caminho daqueles a quem incomodava, Walfrido, Luiz Antonio Fleury e Fernando Bezerra voltaram à carga para me convencer a deixar a Presidência do PTB.

Além da renúncia, queriam que eu indicasse como sucessor o próprio Walfrido, pessoa da absoluta confiança do Planalto.

Lula pessoalmente mandou seu então líder na Câmara, Arlindo Chinaglia, à minha casa, para me propor o seguinte acordo: eu entregaria a Presidência do PTB a Walfrido e, em troca, o governo indicaria um delegado da Polícia Federal que “daria um jeito” de arquivar as denúncias contra mim.

Naquele dia, eu disse a Chinaglia que só sairia da Câmara pela porta da frente, machadinha em punho e faca no dente.

E que ninguém, no que dependesse de mim, iria mais usar o PTB como barriga de aluguel.

Perdi o mandato, mas cumpri minha palavra.

Pois, mesmo assim, o Walfrido manteve sua campanha e a própria imprensa noticiou, entre o final do ano passado e início deste, suas manobras ostensivas no sentido de me tirar, mais uma vez, da Presidência do PTB à qual fui honrosamente reconduzido.

Eu resisto e o PTB resiste – porque Walfrido, definitivamente, não representa nem nunca representou nada de tudo aquilo que o PTB defende.

Barriga de aluguel 3Quando eu digo que PT e PSDB sempre foram farinha do mesmo saco, uvas da mesma videira e vinho da mesma pipa, é porque os dois partidos sempre simularam fazer oposição um ao outro, compondo-se contra todos os interesses do País por trás do pano sujo.

É claro e agora notório, embora tenham tentado de todo jeito esconder a verdade, que está no PSDB a gênese do mensalão, esse rebento bastardo, filho adotivo do PT e apadrinhado pelo Marcos Valério.

.

.