Wellington Macedo denuncia perseguição religiosa e judicial que vem sofrendo, que lhe impede de fazer campanha

PTB Notícias 22/09/2022, 16:58


Imagem

O jornalista Wellington Macedo, candidato a deputado federal pelo PTB no Estado de São Paulo, vem denunciando nesta campanha eleitoral tanto a sistemática perseguição religiosa quanto judicial que vem sofrendo. Wellington fez a cobertura especial da festa dos 60 anos da Igreja Deus é Amor na capital paulista. Entretanto, o candidato atualmente tem sua atividade cerceada e limitada, pois está preso a uma tornozeleira eletrônica por ordem do Ministro Alexandre de Moraes, sem sequer ter sido julgado ou mesmo ter se tornado réu por algum crime.

Wellington Macedo coordenou a Marcha da Família Cristã contra o fechamento das igrejas durante a pandemia e foi acusado falsamente de promover atos violentos e antidemocráticos. Ele é candidato a deputado federal com o número 1442, mas está proibido de sair de Brasília.

Nas redes sociais, centenas de pessoas se mostram diariamente solidárias com o drama vivido por Wellington Macedo, e afirma que o principal interesse de Alexandre de Moraes é atrapalhar a campanha do jornalista e ex-obreiro da Igreja Deus é Amor, para fazer com que ele não se eleja deputado.