Wilson Filho requer debate sobre controle de contas públicas com uso de dados abertos

PTB Notícias 27/06/2017, 8:03


Imagem Crédito: João Ricardo/Liderança do PTB na Câmara

[vc_row][vc_column][vc_column_text css=”.vc_custom_1498576212581{margin-bottom: 0px !important;}”]A pedido do deputado Wilson Filho (PTB-PB), a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados debate nesta quarta-feira (28) as possibilidades de controle das contas públicas usando dados abertos.

O parlamentar destaca que há uma tendência crescente de participação da sociedade civil no controle das contas públicas. “O controle da sociedade contribui de forma decisiva para a responsabilidade fiscal, a qualidade e a legalidade dos gastos públicos”, afirma.

O trabalhista exemplifica com o trabalho realizado pela Associação Contas Abertas. O grupo fez, por exemplo, cálculos com o que poderia ser feito com o saldo pela Odebrecht em propinas: construir 5.421 creches, para atender 867.360 crianças; ou comprar 83.944 ambulâncias ou 55.257 ônibus escolares. Se o dinheiro fosse usado em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), seriam construídas 5.150 unidades.

Foram convidados representantes dos seguintes grupos: Francisco Gil Castello Branco Neto, do Contas Abertas; Felipe Cabral e Irio Musskopf, da Serenata de Amor; Jaime Klein, do Observatório Social; e Cristiano Ferri, do Laboratório Hacker na Câmara.

Com informações da Agência Câmara Notícias[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]